RUI MOTTA – "MUNDOS PARALELOS" (1992)
 
 
Baixe a agenda do mês

O baterista Rui Motta é um artista versátil. Canta, compõe e ensina. No cenário musical desde a década de 60, Motta foi integrante da banda Os Mutantes, que abriu as portas para uma carreira como músico convidado em diversas partes. Em 1992, Rui gravou pelo Selo Niterói Discos o álbum "Mundos Paralelos", saindo do rock para se aventurar na MPB.

Neste seu primeiro LP, Rui apresenta 6 faixas autorais e conta com a participação especial do saxofonista Leo Gandelman e do guitarrista Sérgio Dias, seu parceiro no Mutantes. As músicas, escritas e reescritas várias vezes, foram todas compostas principalmente no piano. Rui sempre teve a mania de escrever para todos os instrumentos, inclusive o baixo. Com a ajuda de um pequeno gravador, o arranjo quase sempre saía junto com a composição.

Clique para ampliar
Niteroiense, Rui Motta nasceu em 1951 e começou a tocar aos 13 anos de idade, na banda de garagem "Os Apaches". Aos 15, atuava profissionalmente em bailes, programas de rádio e televisão. O músico chacoalhou os movimentos iniciais do rock nacional nos anos 60, tocando em festivais e concertos de rock com as bandas Veludo Elétrico e Sociedade Anônima. Em 1973, integrou o grupo Os Mutantes, na fase pós-tropicalista, quando foi eleito duas vezes "Baterista do Ano" pela revista Rock. O disco "Tudo foi feito pelo Sol", que teve uma ótima vendagem, é o mais cultuado pelos amantes do rock progressivo.

A partir de 1978, quando a banda acabou, Rui passou a tocar com vários artistas da MPB como músico convidado, atuando em shows e gravações com nomes como Ney Matogrosso, Marina, Moraes Moreira, Zé Ramalho, Sá e Guarabyra, Erasmo Carlos, Elba Ramalho e Fagner. Em 1984, Rui gravou no disco "Till We Have Faces" do guitarrista inglês Steve Hackett (ex Gênesis). Além de "Mundos Paralelos", o artista possui outros três discos: "Rui Motta" (uma reedição do primeiro LP), "Sinestesia" e "Ilusão Mortiz", todos com músicas e arranjos próprios.


Músicas

Lado A:
01. Mundos Paralelos (Rui Motta)
02. Almas ao Vento (Rui Motta)
03. Bye Bye Baião (Rui Motta)

Lado B:
04. Fandango (Rui Motta)
05. O Azul da Lua (Rui Motta)
06. Cinema (Rui Motta)





Ficha técnica

Ano: 1992
Cantor: Rui Motta
Álbum: Mundos Paralelos

Produção musical: Rui Motta, Ezio Filho e Geraldo Brandão
Produção executiva: Geraldo Brandão e Ezio Filho
Assistente de produção: Tito Galvão
Gravação: Beto Pimentel, Penynha Suzano e Shalimar Contente
Mixagem: Penynha Suzano, Ezio filho e Geraldo Brandão
Assistente de estúdio: Beth Baldi
Auxiliares de estúdio: Jaziel e Luciano
Produção gráfica: Cassiana Rangel
Design gráfico(capa): Márcia Brandão e Ana Paula Sá Guerreiro
Design gráfico(encarte): Cassiana Rangel
Foto: Beto Barcellos
Composição: Muiraquitã
Fotolitos: Artcromia


Ficha institucional|

Prefeito de Niterói: Jorge Roberto Silveira

FUNIARTE – Fundação Niteroiense de arte

Presidente: Luiz Antonio de Farias Mello
Diretor executivo: Ivan Macedo Viana
Diretor artístico: Chico aguiar


Clique para ampliar.




Publicado em 22/03/2016






Publicado emNiterói Discos
Tags Rui Motta,


Arnaldo Rodrigues - "Composições"
Paulo Leonel - "O Que Tenho Pra Dizer" (2002)
Triodélico - "Tempo" (2002)
Canto e Fé (2002)
Sydnei Carvalho e Alex Martinho - "Intensity" (2005)
Baixe a agenda do mês do Arte na Rua

Rua Presidente Pedreira, 98 - Ingá, Niterói - RJ, 24210-470 | Tel:(21) 2109-2222 | Email: gestao.solardojambeiro@gmail.com