MAC +20
 
 
Baixe a agenda do mês

Portal do Novo - Laboratório de Futuros


"o mar, as montanhas do Rio, uma paisagem magnífica que devia preservar". Segundo, "(...)E subi com o edifício, adotando a forma circular que, a meu ver, o espaço requeria (...)"


"(...) E senti que o museu seria bonito e tão diferente dos outros que ricos e pobres teriam prazer em visitá-lo."

Oscar Niemeyer



O MAC Niterói completou em 2016 seus 20 anos de vida pública. Desde a sua inauguração foi imediatamente adotado como símbolo da cidade e, rapidamente, considerado uma das maravilhas arquitetônicas do mundo. O Museu de Arte Contemporânea de Niterói (MAC Niterói) foi reaberto ao público no dia 16 de junho de 2016 depois de passar por um inédito conjunto de obras, com investimentos públicos da Prefeitura de Niterói e do Governo Federal. É neste momento que se deve revisitar sua visão e missão pública, projetando um novo conceito de museu – MAC +20 – com perspectivas e compromissos para a renovação de futuros que começam com o sentido de lugar de criação, de síntese e unidade entre arte, cultura e sociedade em integração ambiental.

Clique para ampliar
Primeiramente, o MAC Niterói foi inaugurado em 1996 para acolher a Colecão João Sattamini, um dos principais acervos de arte contemporânea do Brasil. Superando todas as expectativas, o MAC projetou a cidade de Niterói para o mundo, se tornando um dos principais pontos turísticos do Rio de Janeiro e do Brasil.

Desde a escolha do Mirante da Boa Viagem por Oscar Niemeyer, toda a criação da forma arquitetônica do MAC - circular suspensa diante da Baía de Guanabara com uma rampa espiral - já expressa em si a potência do museu como lugar que celebra o encontro especial entre a liberdade da criação artística e a sociedade como partes da paisagem-mundo. Ao mesmo tempo, a forma futurista demanda o compromisso e desafio do pertencimento e acolhimento público para a partilha do lugar da criação de novos afetos nas relações humanas como parte da visão de Niemeyer propondo a experiência da beleza acessível para ricos e pobres. A função utópica do MAC de antecipar futuros para o Século XXI nasce dessa intuição e comunhão arquitetônica com a maravilhosa paisagem. Porém demanda de todos a participação para que se realize como um novo conceito de museu, abrigo e laboratório da contínua renovação da arte em interações sociais e ação ambiental.

A re-invenção e reinauguração do MAC se projeta como +20 como uma nova visão colaborativa que engloba a sua forma simbólica circular como museu aberto para a paisagem-mundo e seu entorno. Todos os espaços do museu, seu pátio externo como praça; a rampa como escultura caminho; a varanda como grande sentinela para a paisagem e meio ambiente; o salão principal como espaço ágora – fórum; e seu mezanino como círculo de experiências estéticas, estão sendo projetados como laboratório de interfaces públicos das práticas artísticas experimentais. Nesta mesma perspectiva expandida e multissensorial das artes estão sendo projetadas exposições juntamente com o conceito de irradiações nucleares para atividades integradas entre instituições da Boa Viagem incluindo o Solar do Jambeiro, o Museu Janete Costa de Arte Popular, o Museu do Ingá e a Ilha da Boa Viagem.

Neste sentido o MAC estará assumindo sua vocação plena como agente catalisador de interfaces através de programas integrados de exposições, ações artísticas, educativas, ambientais e sociais, como um Laboratório de Futuros que se irradia do Mirante da Boa Viagem para a cidade, país e mundo. Cabe ainda ressaltar o seu compromisso com a Coleção MAC Sattamini, tendo como meta a construção de uma nova reserva técnica – escola compartilhada com o Museu do Ingá, conceito inédito no Brasil.

O MAC Niterói se apoiará em três bases para um novo conceito de museu:

  • Museu Laboratório de Futuros para práticas e pesquisas sobre os atravessamentos e sínteses experimentais entre arte, ciência e relações humanas (educação) com novas conceituações de exposições e irradiações ambientais e comunitárias;

  • Coleção Viva – Coleção de experiências Estudos curatoriais a partir das mudanças de paradigmas e poéticas da arte contemporânea brasileira através dos acervos MAC – João Sattamini com investimentos em pesquisas, programa de residencia, cursos, seminários e publicações;

  • Reserva técnica compartilhada Novas instalações para o acervo – Conceito Pioneiro de Reserva Técnica e Escola Técnica de Conservação e Restauro - Estado do Rio de Janeiro e a Cidade de Niterói. Projeto especial do arquiteto Glauco Campello.


Luiz Guilherme Vergara (ex-Diretor e Curador de 2002 a 2008 e de 2012 a 2016)


Foto de Paulinho Muniz. Clique para ampliar.



Equipe


Prefeitura Municipal de Niterói

Prefeito
Rodrigo Neves

Vice-Prefeito
Comte Bittencourt

Secretário Municipal de Cultura
Marcos Gomes

Subsecretário Municipal de Cultura
Danielle Nigromonte

Subsecretário Municipal de Planejamento Cultural
Daniel Damasceno


Fundação de Arte de Niterói

Presidente
André Diniz

Superintendente Administrativo
Fernando Cruz

Superintendente Cultural
Victor De Wolf

Diretoria de Unidades
Roberta Martins

Coordenação de Comunicação
Leonardo Caldeira

Coordenação de WEB e Mídias Sociais
Alexandre Porto


Museu de Arte Contemporânea de Niterói

DIREÇÃO GERAL

Diretor Geral
Marcelo Velloso

Assessor da Direção Geral
Beto Júnior

Assessora de Imprensa
Bárbara Chataignier

Estagiários de Produção Cultural
Anderson Carvalho
Paula Ubaldino

CURADORIA

Curador Chefe
Pablo León de La Barra

Curador
Raphael Fonseca

MUSEOLOGIA

Diretora de Museologia
Angélica Pimenta

Conservação de Obras de Arte
Ana Lúcia Capabianco

Estagiária de Conservação
Irismênia Freire

EDUCAÇÃO E PESQUISA

Arte-Educadoras
Anna Souza
Márcia Campos

Assistente Administrativo
Marcus Vinícius Verçosa

Estagiário de Biblioteconomia
Jhonathan Soares dos Santos Souza

Estagiários de Ação Educativa
Ana Caroline Pimenta Ribeiro
Clara Marins Monteiro
Clara Ribeiro Valverde
Eduarda de Araújo Oliveira Rodrigues
Erick Szanto Borring
Lais da Silva Martins
Lucas Mattos da Costa Elias
Maya Catarina Giugovaz Bateeiro
Rafaella de Souza Perdigão Coelho
Ramon Brito Lacerda

ADMINISTRAÇÃO

Diretor Administrativo
Flávio Bonan

Assessora
Carla Campos

Mensageiro
José Cordeiro Sobrinho

Encarregados ?Técnicos
Israel Barreto
Marcelo Barbalho

Bilheteria
Chaiana Barbosa
Cláudia Santos
Elisabete Costa
Fellipe Santos
Ramon Azevedo

Conservação
Adilza da Conceição Quintanilha
Kátia Cilene Barbosa Silva
Luiz Eduardo Vicente
Ricardo Gomes Ottero
Sebastiana Jorge das Neves

Segurança
Alexandre Dias Paiva
Alexsandro Rodrigues Rosa
Anthonny Martins
Eduardo Almeida Soares
Eduardo Peres
Jonathan Alves Vieira
Leandro Marins do Nascimento
Leno Basílio
Leonardo Ottero do Nascimento
Richard Robert Alcântara de Aguiar
Sergio da Silva Martins
Severino Rômulo de Oliveira
Ubirajara Coelho Cordeiro
Weslley de Melo Mesquita

Manutenção
José Carlos dos Santos Souza
Rosemir Barcellos de Aguiar
Wanderley de Oliveira
Valdo Nogueira




Publicado em 01/06/2016




Publicado em
Tags ,


Festival do Rio no MAC
Inscrições abertas para o III Prêmio Reynaldo Roels Jr.
MAC Niterói apresenta a primeira edição do ano do MAC Fórum
Exposição: "Eu só vendo a vista", do artista Marcos Chaves
MAC Niterói inaugura exposição inédita da sua coleção
Mirante da Boa Viagem, s/nº - Boa Viagem, Niterói - RJ, 24210-390 | Tel:(+55 21) 2620-2481 e 2722-1543 | Email: mac@macniteroi.com.br