SÉRGIO RICARDO - "QUANDO MENOS SE ESPERA" (2002)
 
 
Baixe a agenda do mês

Compositor, cantor, instrumentista, cineasta e artista plástico, Sérgio Ricardo nasceu em Marília, São Paulo, em 18 de junho de 1932. Descendente de libaneses (Maria Mansur Lutfi e Abdalla Lutfi), cresceu em um ambiente musical, ouvindo seu pai tocar alaúde e sua mãe cantar.

Em 1940, aos 8 anos, sérgio ingressou no Conservarório de Música de Marília, para estudar piano e teoria musical. Seis anos depois, mudou-se com a família para a capital. Nessa época, costumava tirar de ouvido as harmonias de música popular.

Em 1949, transferiu-se para Santos, onde trabalhou na ZYH-3, Rádio Cultura de São Vicente, como discotecário, locutor, operador de som e redator de textos. No ano seguinte, se mudou para o Rio de Janeiro, onde trabalhou como locutor na Rádio Vera Cruz. Ainda nesse ano, iniciou sua carreira profissional, como pianista de casas noturnas. Cursou a Escola Nacional de Música. Estudou com o Maestro Guerra Peixe (harmonia, contraponto e orquestração) e com o Maestro Ruffo Herrera (música aleatória). Ainda em 1950, conheceu Tom Jobim, vindo a substituí-lo como pianista da Boate Posto 5, quando o compositor foi convidado para trabalhar como arranjador contratado da gravadora Continental.

Ao mudar para o Rio de Janeiro em 1952 conseguiu emprego como técnico de som e pianista, substituindo Tom Jobim. Familiarizado com a cidade, que foi o berço da bossa nova, passou a fazer parte do primeiro núcleo de compositores desse movimento musical. Lançou no começo dos anos 60 os LPs Não Gosto Mais de Mim e A Bossa Romântica de Sérgio Ricardo. Incentivado por Carlos Lyra, passou a inteirar-se de problemas políticos e sociais, o que o levou a compor canções retratando esses temas. Compôs o romance violado que originou a trilha sonora e narração do filme Deus e o diabo na terra do sol, de Glauber Rocha.

Em 2002, lançou, pelo Selo Niterói Discos, o álbum "Quando Menos se Espera". Esse disco conta com compósições de autoria do próprio Sérgio Ricardo. Nesse projeto, o artista divide as faixas com as vozes de suas filhas Adriana e Marina Lutfi.



Ano:2002
Nome do disco: Quando Menos se Espera - Sérgio Ricardo


Músicas
01. Um abraço à Marília ( Sérgio Ricardo – Ed. Trinca)
02. Quando Menos se Espera (Sérgio Ricardo – Ed. Trinca)
03. Do Morro à Matriz (Sérgio Ricardo – Ed. Trinca)
04. Calabouço (Sérgio Ricardo – Ed. Trinca)
05. Vida Brasileira (Sérgio Ricardo – Ed. Trinca)
06. Beto Bom de Bola(Sérgio Ricardo – Ed. Trinca)
07. O Nosso Olhar (Sérgio Ricardo – Ed. Fermata)
08. Chama (Sérgio Ricardo – Ed. Trinca)
09. Predador (Sérgio Ricardo – Ed. Trinca)
10. Zelão (Sérgio Ricardo – Ed. Fermata)




Ficha Técnica
Gravação e mixagem: Fabrizio de Francesco, Michael Sexauer e Betinho Monteiro
Masterização: Marcelo Hoffer
Produção: Trinca produções artísticas Ltda
Projeto gráfico: Fernando Pimenta
Foto da capa: Michael Sexauer
Fotografia: Tatiana Altberg e Gustavo Mansur
Animação digital: Sérgio Ricardo


Ficha Institucional
Prefeitura Municipal de Niterói
Prefeito: Jorge Roberto Silveira

FUNIARTE
Presidente: Cláudio Valério Teixeira

NITERÓI DISCOS
Diretor Executivo: Ivan Macedo
Produtor: Paulo Renato Rocha




Publicado em 09/02/2017






Publicado emNiterói Discos
Tags Sérgio Ricardo,


Arnaldo Rodrigues - "Composições"
Paulo Leonel - "O Que Tenho Pra Dizer" (2002)
Triodélico - "Tempo" (2002)
Canto e Fé (2002)
Sydnei Carvalho e Alex Martinho - "Intensity" (2005)
Baixe a agenda do mês do Arte na Rua

Rua Presidente Pedreira, 98 - Ingá, Niterói - RJ, 24210-470 | Tel:(21) 2109-2222 | Email: gestao.solardojambeiro@gmail.com