MOSTRA "JARDIM DE MEMÓRIAS" NA SALA JOSÉ CÂNDIDO DE CARVALHO
 
 
Baixe a agenda do mês

Até o dia 10 de julho de 2017, a artista visual Ana Paula Lourenço estará em cartaz com a mostra Jardim de Memórias, na Sala José Cândido de Carvalho, no Ingá. Com curadoria da gravadora e pintora Desirée Monjardim, a exposição traz uma coleção de folhas e flores, plantas onde a autora interfere com tintas, ceras e variadas sobreposições transparentes ou opacas, construindo formas, cores e matérias surpreendentes. A abertura acontece na terça-feira, 13 de junho, às 19h.

A Sala José Cândido de Carvalho fica no primeiro andar da Secretaria Municipal Cultura de Niterói e a entrada é franca.


    Em um primeiro contato com o trabalho de Ana Paula Lourenço percebemos que estamos enveredando em um espaço impregnado por objetos, memórias e rastros, coletados exaustivamente e guardados em envelopes, pastas, caixas e rolos. São coleções de folhas e flores, plantas onde a autora interfere com tintas, ceras e variadas sobreposições transparentes ou opacas, construindo formas, cores e matérias surpreendentes.

    São, também, coleções poéticas que tentam capturar o movimento das ondas do mar mergulhando a tela na praia, deixando o sal e a areia interagirem com as camadas de pintura. Em outros trabalhos registra os primeiros pingos de chuva que deixam seu rastro no papel com aquarela. Faz monotipias com têmperas impregnando terras, colas e água sobre papel ou tecidos. E documenta o desaparecimento da tinta tipográfica sobre um galho, escolhido em suas caminhadas, tentativas de objetivar o efêmero, de não deixar escapar o tempo, recolhendo seus rastros.

    A intenção de Ana Paula Lourenço é criar um "jardim de memórias" onde relaciona "práticas e processos", "comportamentos e modo de ser" em um "espaço de descobertas e de experimentações". Nessas "coletas, apropriações, colagens e sampleamentos"*, Ana inventa um mundo, um "jardim poético" enredando suas fascinantes coleções e ações, sem pretender esgotar as questões que aborda de maneira particular.

    Segundo Ítalo Calvino, o fascínio de uma coleção está nesse tanto que revela e nesse tanto que esconde do impulso secreto que levou a criá-la¹. E é esse impulso secreto que não nos será revelado, mas, podemos conjecturar diante dos objetos que serão apresentados nessa exposição e essas conjecturas são essenciais para o desdobramento da obra de Ana Paula Lourenço.

    Lourdes Barreto

    Artista/Professora EBA/UFRJ
    *Palavras retiradas dos escritos de A. P.Lourenço
    1- Calvino, Ítalo. Coleções de Areia. São Paulo: Companhia das Letras. 2009.






Ana Paula Lourenço

A niteroiense Ana Paula Lourenço iniciou seus estudos em desenho e pintura aos 9 anos de idade no ateliê Matriz Violeta em sua cidade natal. Com apenas 22 anos, é bacharel em Pintura pela Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro e mestranda em Poéticas Interdisciplinares na mesma instituição. Seu trabalho procura reconciliar a relação estabelecida entre Natureza, Cultura e Humanidade na atual sociedade de consumo utilizando-se do jardim e da memória.

Suas obras, compostas não apenas de produtos e objetos, mas de práticas e processos, são como pequenas sementes, férteis geradores de comportamentos, modos de ser e realidades possíveis. Uma de suas principais estratégias de produção é percorrer caminhos sem rumo por florestas, praças e parques urbanos (jardins públicos) e coletar folhas e flores que são posteriormente retrabalhados, criando, desta maneira, uma espécie de coleção de pequenos retalhos de instantes, cortes de espaço-tempo distintos.

Seus procedimentos se inserem no espectro da arte processual, perpassando por estratégias multimeios e entremeios, fazendo uso de práticas de pós-produção como, por exemplo, a apropriação, a colagem e o sampleamento, somados às técnicas de impressão e impregnação de tinta e matéria sobre papel ou tela.





Serviço

Exposição: "Jardim de Memórias", de Ana Paula Lourenço
Curadoria: Desireé Monjardim
Em cartaz até: 10 de julho de 2017
Visitação: De segunda a sexta-feira, das 9h às 17h
Classificação: livre
Entrada Franca

Local: Sala José Cândido de Carvalho
Endereço: Rua Presidente Pedreira, 98, Ingá, Niterói-RJ




CLIPPING




Publicado em 12/06/2017






Publicado emSala José Cândido de Carvalho
Tags Ana Paula Lourenço,


Baixe a agenda do mês do Arte na Rua

Rua Presidente Pedreira, 98, Ingá - 24210-470, Niterói - RJ | Telefone (21) 2621-5050 | E-mail sculturalniteroi@gmail.com (secret) e contato.culturaniteroi@gmail.com (FAN)