CUBANGO
 
 
Baixe a agenda do mês

Área: 1,42 km2 População: 10643 habitantes (IBGE 2000)

Tendo como vizinhos os bairros de Santa Rosa, Fonseca, Viçoso Jardim, Ititioca, Fátima e Pé Pequeno, o Cubango desenvolve-se no interior de um estreito vale que é cortado pela rua Noronha Torrezão, a sua principal via.

A denominação "Cubango" deriva do Indígena u-bang, cujo significado seria "terras escondidas". Com o passar do tempo veio a dominação portuguesa, que transformou o local em ponto de comercialização de escravos negros onde hoje é a localidade conhecida como "Venda das Mulatas", no limite com Viçoso Jardim. Presume-se que os escravos seriam provenientes de Angola e adaptaram o indígena u-bang para Cubango, nome de um rio daquele país, ficando assim nominado o lugar a partir de então.

Antes de ser loteado, já no presente século, o bairro era composto por quatro fazendas produtoras de hortaliças. Segundo os moradores mais antigos, notava-se que até 1950 havia uma predominância de população negra, sendo o Cubango um bairro originalmente proletário, onde destacavam-se os operários que trabalhavam nas indústrias do Barreto, Santana e nos estaleiros da Ponta D’Areia.

Na década de 50 o bairro era servido por uma linha de bonde e começou a receber algumas melhorias como água, esgoto, asfalto e, posteriormente, iluminação a vapor.

A partir dos anos 70, o Cubango passou a arregimentar uma população cada vez maior de classe média, fruto da provisão de habitantes pelo Sistema Financeiro (antigo BNH). Este processo vem modificando gradualmente o perfil do bairro. No dias de hoje são erguidos prédios modernos em meio ao casario mais antigo; o comércio está diversificando-se e começam a aparecer alguns tipos de serviços voltados para a população de melhor poder aquisitivo.

Em contrapartida, surgiram núcleos de favelização como os morros do Arroz, do Serrão, do Abacaxi e do Querosene. Nestas áreas as habitações, embora sejam de alvenaria, possuem um padrão construtivo considerado precário, com ausência de infra-estrutura básica.

Fonte: Niterói-Bairros - Secretaria Municipal de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia de Niterói - 1991




Publicado em 28/06/2013







ÍNDICE DOS BAIRROS DE NITERÓI

REGIÃO DA BAÍA REGIÃO NORTE REGIÃO PENDOTIBA REGIÃO LESTE
Ponta D'Areia Ilha da Conceição Ititioca Muriqui
Centro Barreto Largo da Batalha Rio do Ouro
São Domingos Santana Maceió Várzea das Moças
Gragoatá São Lourenço Sapê
Boa Viagem Engenhoca Badu REGIÃO OCEÂNICA
Ingá Fonseca Cantagalo Jardim Imbuí
Morro do Estado Cubango Maria Paula Piratininga
Icaraí Tenente jardim Matapaca Cafubá
Fátima Viçoso Jardim Vila Progresso Jacaré
Pé Pequeno Baldeador Santo Antônio
Santa Rosa Caramujo Camboinhas
Vital Brazil Santa Bárbara Serra Grande
Viradouro Maravista
São Francisco Itaipu
Cachoeira Engenho do Mato
Charitas Itacoatiara
Jurujuba





Publicado em
Tags ,


Exposição relembra os tempos de escola
"Memórias da Rua" leva fotografias históricas para as Praças
Niterói comemora 440 anos com grande programação cultural
Historiador do DDP-FAN lança "Os bispos católicos e a ditadura militar brasileira"
História de Niterói
Rua Presidente Pedreira, 98, Ingá - 24210-470, Niterói - RJ | Telefone (21) 2621-5050 | E-mail sculturalniteroi@gmail.com (secret) e contato.culturaniteroi@gmail.com (FAN)