"AUTORAL" DE MARVIO CIRIBELLI (2012)
 
 
Baixe a agenda do mês

No CD "Autoral", lançado pela Niterói Discos, Marvio Ciribelli reúne 12 composições próprias, inclusive fonogramas gravados no famoso Montreux Jazz Festival (Suíça), aditivados pela participação de talentosos músicos brasileiros como os trombonistas Fabiano Segalote e Johnson de Almeida.

O disco também conta, entre outros, com o talento dos saxofonistas Marcelo Martins e Glaucio Martins, dos bateristas Rocyr Abbud e Guilherme Gonçalves, dos percussionistas Dom Chacal e Sidinho Moreira e dos baixistas Rogério Fernandes, Alex Malheiros, Tom Hubbard e Dudu Lima.





"Eu fiz tudo sozinho em casa no estúdio. Mas a diferença básica é que o disco que saiu na Niterói Discos foi prensado por eles e a capa também foi feita por eles. Mas a parte principal, até a própria capa, eu acompanhei totalmente. É como se o disco tivesse saído pelo meu selo. Foi um presente da Niterói Discos que eu aceitei e achei simpático", relata Marvio.

Acrescenta o músico: "O Autoral foi uma coincidência grande porque também teve uma contextualizada. Peguei músicas só minhas e mexi nelas também. Só que aproveitei as bases de como elas tinham sido gravadas anteriormente e acrescentei nas mixagens algumas coisas. Coloquei dois trombonistas. Masterizei isso, mas pensando numa coloridade atual."

Clique para ampliar.
Marvio Ciribelli, pianista, arranjador, compositor e produtor, é conhecido pelo seu modo particular de tocar, compor, improvisar e por sua energia durante os shows. Com 13 discos gravados por selo próprio (Mantra), Marvio teve composições lançadas na Alemanha, Inglaterra e Japão e participou, por quatro vezes, do Montreux Jazz Festival. Estudou com nomes como Luizinho Eça, Antonio Adolfo e Ian Guest, e ao longo da carreira, desenvolveu jeito próprio e inconfundível de lidar com a música.

Marvio acompanhou artistas como Bibi Ferreira, Altay Veloso, Chico Batera, Arthur Maia, Nilze Carvalho, Vanessa Rangel, Chamon, Ronaldo do Bandolim, José Tobias, Michael Carney, Alex Malheiros e Mamão (do grupo Azymuth).

Para o jornalista Renato Guima, "Marvio é a cara de Niterói. Ou seja, cabeça, coração e voz antenados com o mundo, sem fronteiras. Tem samba, blues e jazz. Choro também há. Mas o melhor é ouvir a alma gargalhar, querendo dançar."

Conheça mais da tragetória de Marvio Ciribelli


Ficha Técnica:

Produção Artística e Arranjos: Marvio Ciribelli
Gravações adicionais em 2011, Mixagem e Masterização: Marvio Ciribelli e Heber Ribeiro
Fotógrafo: Luiz Ferreira
Capa: Elaine Backer

Ficha Institucional:

Prefeito de Niterói: Jorge Roberto da Silveira
Secretário Municipal de Cultura: Cláudio Valério Teixeira
Presidente da Fundação de Arte de Niterói: Marcos Sabino
Coordenador da Niterói Discos: Carlos Tatoo
Produção Executiva da Niterói Discos: Luís Otávio Torreão




Publicado em 04/07/2013






Publicado emNiterói Discos
Tags Marvio Ciribelli,


Arnaldo Rodrigues - "Composições"
Paulo Leonel - "O Que Tenho Pra Dizer" (2002)
Triodélico - "Tempo" (2002)
Canto e Fé (2002)
Sydnei Carvalho e Alex Martinho - "Intensity" (2005)
Baixe a agenda do mês do Arte na Rua

Rua Presidente Pedreira, 98 - Ingá, Niterói - RJ, 24210-470 | Tel:(21) 2109-2222 | Email: gestao.solardojambeiro@gmail.com