Secretaria de Cultura de Niterói / Fundação de Artes de Niterói
  ISENÇÃO DE IPTU PARA IMÓVEIS DE INTERESSE HISTÓRICO
 
 
Agenda
Cultura
Niterói

Baixe aqui nossa programação mensal completa
Cultura Niteri

DECRETO 7103, de 28 de dezembro de 1994, modificado pelo DECRETO 7135, de 20 de março de 1995.

Art. 1º – Para efeito do que dispõe o inciso VII, do Art. 11, da Lei nº 480, de 24 de novembro de 1983, com a nova redação estabelecida pela Lei nº 1253, de 27 de dezembro de 1993, ficam reconhecidos como de interesse histórico cultural ou de preservação ambiental urbana.

I – Os imóveis tombados pela União, pelo Estado e pelo Município, nos termos das legislações vigentes, desde que mantidos em bom estado de conservação e caracterização arquitetônica conforme parecer técnico do Departamento de Preservação do Patrimônio Cultural – DePAC, da Secretaria de Cultura;

II – Os imóveis de interesse para a preservação nas Áreas de Preservação Ambiental Urbana APA. U, criada pelo plano Diretor de Niterói nos termos da legislação específica prevista no inciso I do Art. 51, do referido Plano Diretor, desde que mantidas em bom estado de conservação e caracterização ambiental urbana conforme parecer da Comissão Executiva das APA. U, das Secretarias de Urbanismo e Cultura.

§ 1º – A redução de que se trata o caput deste artigo será total para os imóveis de que trata o inciso I e de 75% para os imóveis de que trata o inciso II deste Artigo.

§ 2º – Para os imóveis de preservação parcial a alíquota de 75% incidirá apenas sobre a parte da edificação considerada de interesse para a preservação, nos termos da legislação vigente.

Art. 2º - Para fazer jus ao incentivo fiscal de que trata o presente Decreto, os imóveis que a juízo da administração, apresentarem descaracterização arquitetônica, precário estado de conservação ou higiene, ou condições inadequada de proteção contra incêndio, deverão submeter seus projetos de recuperação ou adaptação ao DePAC/SMC ou à comissão Executiva das APA.U, conforme o caso.

Art. 3º - Os pedidos para isenção total, ou parcial do IPTU serão apresentados à Secretaria de Fazenda, que os encaminhará ao DePAC da Secretaria de Cultura ou à comissão Executiva das APA.U, quando de interesse para a preservação, visando informação quanto à situação do imóvel e quanto às exigências arquitetônicas e urbanísticas necessárias à obtenção do beneficio.

Art. 4º - O incentivo fiscal referido nos Artigos 1º, 2º e 3º, visa exclusivamente à preservação e restauração, tem caráter temporário, devendo ser renovado anualmente, e pode ser suspenso se for comprovado que o beneficiário deixou de atender às condições estabelecidas para a sua concessão.

Art. 5º - A isenção total ou parcial do IPTU é concedida para o exercício fiscal seguinte àquele no qual o imóvel correspondeu às condições estabelecidas pelo DePAC/SMC ou pela comissão executiva das APA.U, conforme o caso.

Art. 6º - Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.


LEGISLAÇÃO

- A Preservação do Patrimônio Cultural em Niterói
- Criação da CA-APAU
- Código Tributário
- Aproveitamento de Bens Tombados
- Anúncios nas Áreas de Preservação do Ambiente Urbano
- Isenção de IPTU para Imóveis de Interesse Histórico
- PUR Região Norte
- PUR Praias da Baía
- Lei do Patrimônio Cultural
- Perguntas Frequentes






Tags ,




Fazenda do Engenho do Mato
MEMÓRIA: Inauguração do Instituto de Fomento e Economia Agricola/RJ
A Preservação do Patrimônio Cultural em Niterói
Bens Tombados
Lei do Patrimônio Cultural


aaaaaa

Mapa do Site

Cultura Niterói
 
Espaços Culturais
 
Programas
 
Outros
 
 
 
Portal Transparência
Contracheque Online
e-SIC
Comprovante de Rendimento
Consulta de Processos
 
Rua Pres. Pedreira, 98, Ingá - 24210-470, Niterói - RJ | Tel: (21) 2719-9900 | E-mail niteroi.culturas@gmail.com