A nova exposição do Museu Janete Costa de Arte Popular, inaugurada no dia 10 de outubro, permanece em cartaz até 29 de março do ano que vem. Com curadoria de Jorge Mendes, a mostra é uma homenagem ao estado do Ceará que reúne romaria e festa, luta e resistência. Sempre evitando reforçar estereótipos, a mostra envereda pelo caminho da religiosidade popular e da interseção entre sagrado e profano, muito presentes na cultura popular cearense. A exposição ocupa todo o térreo e o primeiro andar do Museu, com quatro galerias.

No Setor 1 da galeria principal, a instalação segue o preceito "Em cada sala um altar, em cada quintal uma oficina", um dos motes de Padre Cícero, líder religioso e político que valorizava e estimulava a criação de oficinas de artes produzidas pelos romeiros. Por isso, quatro altares, cada um com um tema, farão referência a quatro elementos presentes na arte cearense. Os outros setores da galeria abordam Festas e Manifestações, com símbolos de resistência e representações do sagrado e do profano. A Festa do Pau da Bandeira de Barbalha, importante tradição na região do Cariri, estará representada. Uma montagem de reisado e a representação do Boi Mansinho arrematam a galeria principal.

Na Segunda Galeria, dois setores abordam a fé cearense. O primeiro trata de Padre Cícero, e busca humanizar essa figura que movimenta profunda devoção em milhares de cearenses. No Setor 2, uma "Sala de Milagres" conta com diversos espelhos, cruzes e ex-votos dedicados a outras figuras cultuadas na região, como a religiosa Maria de Araújo e os beatos José Lourenço e Antônio Conselheiro. No andar seguinte, o Museu abriga uma Galeria de Arte com diversas obras que podem ser adiquiridas pelo público. Por fim, o Projeto Educativo reproduz questões das galerias "Verdade ou Mentira", "Festas e Manifestações" e "Oficinas e Brincadeiras"; com linguagem adaptada.

“Bendito e louvado seja; A luz que mais alumia. Valei-me meu padrinho Cícero E a Mãe de Deus das Candeias.” (Bendito dos Romeiros)

SERVIÇO
Ceará, terra que ilumina
Data: de 10 de outubro de 2019 a 29 de março de 2020, terça a domingo
Horário: das 10h às 18h
Entrada franca
Classificação indicativa: Livre
Museu Janete Costa de Arte Popular
Rua Presidente Pedreira, 178, Ingá, Niterói





Publicado em 2020-03-29
Companhia de Ballet da Cidade de Niterói no Museu Janete Costa De 03/07 a 05/12
Museu Janete Costa abre a nova exposição "Tudo que move é sagrado" Até 27 de fevereiro de 2022