Secretaria de Cultura de Niterói / Fundação de Artes de Niterói
  ERROL SANSADE
 
 
Agenda
Cultura
Niterói

Baixe aqui nossa programação mensal completa
Cultura Niteri

Ator, cantor, músico e showman, pode ser considerado um dos grandes nomes da música voltada para espetáculos no Brasil. Errol dos Santos Bussade nasceu em São João do Paraíso, no interior do Estado do Rio de Janeiro, a 4 de dezembro de 1941. Formou-se em Direito pela Universidade Federal Fluminense – UFF e em Arte Dramática pelo Conservatório Nacional de Teatro do Rio de Janeiro, especializando-se em técnica corporal com a americana Nelly Laport. É especializado também no repertório litúrgico, chegando a cantar em igrejas, celebrações, casamentos e bodas.

Na sua juventude, estudou piano, acordeão e teoria musical com o professor Mario Mascarenhas. Também estudou dicção e impostação de voz com o renomado professor Tarqüinio José Lopes.

Em relação à sua carreira cênica, estreou profissionalmente no Teatro no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM), na apresentação “Salomé” de Oscar Wilde, ao lado de Paulo Gracindo e Marco Naninni, seu contemporâneo, em 1968. No mesmo ano, defendeu "O Pequeno Príncipe" no Festival Fluminense da Canção, realizado no Ginásio Caio Martins, em Niterói - RJ.

Em dezembro de 1967, ao término do seu curso de ator, paralelamente, Errol Sansade iniciou-se também na música. Neste período, conheceu o compositor Adilio Silveira - considerado por Tom Jobim como um gênio. Adilio Silveira, encantado com a sensibilidade musical de Errol, logo o convidou para defender uma de suas composições: "Canção da Nossa Praia". A música concorreu e venceu o tradicional festival sobre a famosa Praia de Icaraí, em Niterói.

Essa parceria musical com Adilio Silveira rendeu a Errol Sansade a grande amizade e a fidelidade do compositor, que o elegeu como seu intérprete favorito. Trilhando os caminhos de sua carreira, Errol Sansade se apresentou nos festivais: "O Brasil Canta no Rio" e "Festival da Canção Popular de Muriaé - MG".

Em 1992 lançou o álbum "Às Vezes é Assim..." no Centro Cultural Paschoal Carlos Magno, com músicas inéditas de compositores de renome nacional, que o prestigiaram nesse lançamento. Homenageou o grande amigo Adílio Silveira ao incluir neste álbum duas suas composições: "Velho Riacho" e "Canção da Nossa Praia". Posteriormente, o álbum foi também lançado no programa "Sem Censura" ex TVE, com grande repercussão.

Também produtor desde 1991, Errol Sansade foi responsável pela organização de vários de seus próprios shows, protagonizando os espetáculos: "Errol Esotério & Trio" e "América, América", quando homenageou os 500 anos da América-Latina, ambos apresentados no Teatro da Universidade Federal Fluminense (UFF). Em 1992, ano da celebração, o espetáculo foi apresentado no Teatro da UFF (Universidade Federal Fluminense). Ainda no Teatro da UFF, apresentou "Livre para Voar", espetáculo romântico com performance teatral que retratava através da música uma viagem pela Itália, França, Estados Unidos, Brasil e o Continente Latino Americano. O show teve estreia no Teatro da UFF em 2010.

Apresentou-se em todos os teatros de Niterói: Teatro MPB4, Teatro da Universidade Federal Fluminense (UFF), Teatro Para Todos em São Francisco, Teatro Municipal de Niterói (com participação especial em show do maestro Eduardo Lages) e ainda no espetáculo "Doutores da Ribalta”. Também em casas noturnas como Hotel Samanguaiá, Steak House, Duerê, Casa VIP, Shopping Bay Market, Clube Naval, no projeto "Música no Campo" do Centro Cultural Paschoal Carlos Magno (por cinco vezes) e "Música na Igrejinha" com repertório litúrgico e músicas de cinema. No Rio de Janeiro, subiu nos palcos da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), Clube Naval do Rio de Janeiro e Casa Noturna Greenwhich Village na Barra da Tijuca, entre outros.

Teve participação marcante no Festival da Canção Popular em Muriaé - MG ao lado de Sá e Guarabira. No Festival de Música 2015 - MEC e Rádio Nacional - Rio de Janeiro (gênero MPB), realizado em novembro, a canção "Velha Cerca" foi destaque, sobressaindo-se entre 450 inscritas, com interpretação do artista.

Apresentou-se também no Teatro do Centro Cultural da Justiça Federal - RJ, com o show "Livre Para Voar Nas Canções Nacionais", homenageando compositores brasileiros dos anos 40, 50 e 60, abrangendo ainda o prenúncio da Bossa Nova, até os compositores de Vanguarda.

Foi intérprete também de composições do maestro Eduardo Lages, como "Razão de Paz Pra Não Cantar", defendida em festival realizado no Rio de Janeiro, quando participou do Movimento Artístico Universitário (MAU), ao lado de Gonzaguinha e Ivan Lins. Seu trabalho "Novamente Eu e o Violão" foi apresentado na casa noturna Fratellanza (novo espaço cultural em Niterói), apresentado em um show intimista onde intérprete e violonista se harmonizaram, desfilando repertório eclético de sucessos nacionais e internacionais.

A voz de Errol Sansade também chegou na tevê e atingiu as ondas do rádio; se apresentou na TVE, futuramente TV Brasil, nos programas "É Preciso Cantar" e "Ciranda" dirigidos por Fernando Lobo, e no "Música Popular Brasileira" dirigido pelo produtor Paulo Cerqueira Leite. Participou do Mercado Internacional do Talento (MIT) dirigido por Fábio Cavalcante na extinta TV TUPI.

Na Rádio MEC participou dos programas de Adelson Alves e Helena Teodoro e, na Rádio Roquete Pinto, foi presença constante no programa do produtor musical Maurício Figueiredo. Foi classificado depois de grande seleção para o projeto "Novos Talentos”, também pela Rádio Roquete, sendo as músicas "Agora ou Nunca Mais" de Carlos Colla e "Às Vezes é Assim..." de Eduardo Dusek incluídas na programação musical da emissora durante longo tempo.






Tags Errol Sansade ,




Manoel Benício (1861-1923)
Cláudio Valério Teixeira (1949 - 2021)
José Mattoso Maia Forte (1873-1945)
Os preparativos para a imersão na Europa
O Barrismo


aaaaaa

Mapa do Site

Cultura Niterói
 
Espaços Culturais
 
Programas
 
Outros
 
 
 
Portal Transparência
Contracheque Online
e-SIC
Comprovante de Rendimento
Consulta de Processos
 
Rua Pres. Pedreira, 98, Ingá - 24210-470, Niterói - RJ | Tel: (21) 2719-9900 | E-mail niteroi.culturas@gmail.com