Mostra "Miguel Coelho, O Artista" apresenta um panorama da trajetória do pintor, reconhecido pelo seu cubismo reconsiderado

Com mais de 50 anos de carreira, Miguel Coelho criou um universo particular inspirado na cultura e em personagens do interior do Brasil. A partir da terça-feira, dia 21 de novembro, a exposição "Miguel Coelho, O Artista" apresenta, na Sala José Cândido de Carvalho, um recorte da obra do artista.

Nascido em Matipó (MG), o pintor se encantou pelo litoral fluminense e fixou residência em Niterói. Inspirado pelas histórias de Guimarães Rosa e os traços de Cândido Portinari, Coelho é famoso pelo seu “cubismo reconsiderado”. Cores chapadas e cortes discretos dão vida a costumes populares, folguedos, a realidade do povo sertanejo, cidades históricas de Minas e do Estado do Rio, pescadores e o cotidiano da vida à beira-mar. Pelas mãos do artista, o ócio se transfigura em poesia.

Além de pintor e desenhista, Miguel foi gravador, escultor, programador visual, poeta, contista e compositor. Reconhecido internacionalmente, com obras na Biblioteca do Congresso Americano, nas Universidades de Kioto, Montreal e Miami, e ainda em coleções particulares em países como Alemanha, Angola Argentina, Cuba, França, Israel, Rússia e Suíça, o artista já foi homenageado pela Fundação de Arte de Niterói com o livro “Retrato do Artista Enquanto Sempre”.





Serviço

Miguel Coelho, O Artista
Abertura: 21 de novembro de 2023, às 18h
Visitação: até 24 de janeiro de 2024
Horário: de segunda à sexta-feira, das 9h às 17h
Evento gratuito
Classificação: livre

Local: Sala José Cândido de Carvalho - Sede da FAN
Endereço: Rua Presidente Pedreira, 98 - Ingá, Niterói


Tags:






Publicado em 21/11/2023

Sala José Cândido de Carvalho inaugura exposição "O Agro é Pop" De 21 de janeiro a 24 de março