Antonio Parreiras (1860-1937)

Pintor de paisagem, gênero e história, nasceu em Niterói, em 1860. Iniciou sua formação artística na Academia Imperial das Belas Artes, em 1883, como aluno livre. Nessa ocasião, conheceu Georg Grimm, pintor alemão e professor da cadeira de Paisagem,

Pinto Bandeira (1863-1896)

Contemporâneo de Antônio Parreiras e descendente de escravos - seu pai era alfaiate -, Pinto Bandeira, dedicou-se também ao magistério além de pintar com competência retratos e naturezas-mortas.

As imagens perdidas do "panno de bocca" do Theatro Santa Thereza

No último mês daquele ano, autoridades e representantes da imprensa foram examinar o frontispício do palco e o pano de boca do teatro que estava com suas obras de reforma praticamente terminadas.

"O Arariboia de Parreiras": Introdução

A polêmica se dava principalmente em torno do fato de que a Lei aprovada determinava que a obra fosse concebida nos moldes de uma litografia existente na Biblioteca Nacional.

Saiba Mais
Tio Samba
Lívia Barcellos
Ari Frello
Marcus Lima
Memória: Dois niteroienses entre os Maiores Brasileiros Vivos em 1924
RivoTrio 2mg
Sérgio Chiavazzoli
Banda Linear
Jakaré (Helder Garcia)
Daniela Bado
Suely Mesquita
César de Araújo (1943-2006)
Reminiscências de Fróes: Sob o signo de um Astro Vagabundo
Rosane Monteiro Pinto
Veronica Accetta
"O Arariboia de Parreiras": O Contrato
Rainha da Noite
Unidade Punho Forte
Cláudio Zoli
Silvio Fróes
Noitibó
Maria Regina Pontin de Mattos
Programa Aprendiz - Música na Escola
Celso Possas Junior
Cyntia Issa
Juliana Yanakieva (1923-1994)
Pedro Azevedo
Lyad de Almeida (1922-2000)
Niterói presta homenagem a Márcio Proença
"O Arariboia de Parreiras": A Encomenda e as primeiras ideias do pintor
Onda R
Rafael Vicente
Márcia Haydée
Gomalina Clube
Grupo Beijo na Boca