Violinista, compositor, cantor, produtor musical e pintor, Hélio Seródio, nasceu em Itaperuna - RJ, em 1966. Estudou e produziu música dos mais variados estilos: Clássicas, Sambas, Bossa Novas, Chorinho, entre outros, sempre inspirado nas influências de várias regiões do Brasil.

Aos sete anos ganhou seu primeiro instrumento musical, um violão, e começou a tocar com o auxílio de revistas cifradas. Ainda com nove anos, Hélio tocou e cantou “Força Estranha” e “Garota de Ipanema”, em uma boate de Itaperuna. Aos 11 anos, mudou-se para Niterói e logo começou a estudar violão na Escola Santa Lúcia, no bairro do Fonseca. Com quinze anos, começou a estudar no Conservatório de Música Villa-Lobos, no Rio de Janeiro, onde aprendeu conceitos de leitura e notação musical.

Hélio teve aulas práticas de violão com o professor Luiz Péres e frequentou na Escola Villa Lobos os cursos de Orquestração, com o maestro Guerra Peixe Filho; de Introdução à improvisação, com Paulo Moura, e Canto, com o professor Paulo Fortes, entre outros. Paralelamente à carreira artística, aos 17 anos iniciou a faculdade de Economia, na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - UFRRJ. No teatro da faculdade, fez vários concertos e teve sua primeira participação profissional em um concerto de Zé Geraldo. Transferiu-se, então, para Universidade Federal Fluminense - UFF, onde permaneceu por mais um ano e meio.

Dedicando-se integralmente à música depois de formado, Hélio reuniu uma banda e foi para a Alemanha, visitando outros países europeus. Na Universidade de Colonia, Alemanha, frequentou os cursos "Como tocar Bach", "Improvisação para violão", "Jazz para Guitarristas", com o professor Christoff Stowasser, e "Arranjo", com o professor e músico brasileiro Paulo Noronha.

Realizou a composição, o arranjo, a regência e a execução da peça de teatro “Terra Brasil”, apresentado na Alemanha, em parceria com o músico chileno Alffonso Garrido e o alemão Wolffgang Keule. Produziu e compôs a trilha sonora e idealizou o projeto "Nós", com o produtor de cinema Eduardo Cruz.

Entre os concertos mais importantes dos quais participou estão o Festival de Verão de Música Brasileira, em Tubingen, 1994; Stadgarten em Colónia, 1995, junto com o músico Paulo Noronha; Topos Jazz Club, 1996, e, na França, o Latitudes Jazz Club, na cidade de Paris, 1997. Hélio Seródio também realizou diversos trabalhos em pintura. Um de seus quadros chegou a ser tema da campanha da ONG Childhood, da Rainha Silvia da Suécia, junto ao hino que compôs especialmente para a organização.







Publicado em 0000-00-00
Museu Antônio Parreiras