Niterói, 5 de Abril de 2007

Boa noite a todos,

É uma grande alegria estar aqui na inauguração deste belíssimo Teatro Popular de Niterói. Alegria, primeiro, por estarmos celebrando mais uma obra do nosso querido Oscar Niemeyer – eu já disse que se a minha música fosse arquitetura, eu iria querer a minha música como a obra de Niemeyer. Mas é também uma alegria de estar em Niterói, um município que tem demonstrado, em sua gestão cultural, uma afinidade muito grande com os pressupostos que norteiam a nossa ação no Ministério da Cultura.

Vejo, aqui em Niterói, uma grande afinidade com o esforço do MinC em democratizar e garantir o acesso de todos à cultura, um esforço de tratar a cultura como um direito de cidadania, um esforço em respeitar e estimular a diversidade cultural.

E temos sido parceiros. Há aqui em Niterói cinco pontos de cultura instalados, nos quais se realizam trabalhos importantes no fortalecimento de culturas tradicionais, na cultura digital e de rádios comunitárias. Aqui, também, a partir de iniciativas do Centro Técnico do Audiovisual e da Ancine, já desponta a perspectiva de fortalecimento de um pólo de produção audiovisual.

É importante também destacar a afinidade da gestão do Museu de Arte Contemporânea – aquele maravilhoso disco voador plantado por Niemeyer sobre a Baía de Guanabara, ponto de partida do caminho Niemeyer – com a nossa política de museus.

Como artista e como ministro da Cultura, tenho que manifestar meu entusiasmo com este Teatro Popular, com sua grande porta para a praça, por sua proposta de ser um espaço devassado pela presença da rua, do mar e do horizonte. Um espaço que tem a marca do gênio de Niemeyer, pois ele consegue traduzir nas suas tão eternamente citadas linhas curvas um conceito e uma profissão de fé, que é a presença do povo, da nossa gente, em todas as dimensões da vida nacional.

Este Teatro Popular me emociona porque suas paredes e suas portas não separam a arte da rua. Ao contrário: este teatro consegue expressar, sem palavras, em traços precisos, o encontro da cidade com a cultura. É quase uma logomarca para o que muitos de nós sonhamos para os brasileiros e para a cultura do Brasil.

Muito obrigado!

Leia também:

E nasce um Teatro Popular
Inauguração do Teatro Popular
Marilda Ormy: Missão de sacudir a Cultura







Publicado em 04/0/2021