Artista, Gabriel Grecco nasceu em 1980, em Niterói. Trabalha em diferentes áreas artísticas, como Música, Poesia, Ilustração e Pintura.

Autodidata desde cedo, aos 16 anos já arriscava suas pinceladas nas telas e oferecia suas charges e ilustrações para jornais e revistas regionais e nacionais. Formou-se em Publicidade e Design no Rio de Janeiro e atuou durante oito anos como designer e ilustrador em agências de publicidade. Após largar a publicidade, passou a se dedicar principalmente às Artes Plásticas, passando a exibir seu trabalho em diversos centros culturais do Brasil e internacionais.

Em 2012, participou de uma exposição coletiva na Galeria Tableau (São Paulo - SP) e, em 2013, expôs no saguão do Teatro Popular Niemeyer (Niterói), na Exibição Galeria Imaculada (Rio de Janeiro), no 10° Salão de Arte Contemporânea de Marília (São Paulo), além de participar de uma exibição coletiva na Galeria Subsolo (Curitiba - PT).

Em 2014, participou de outra coletiva na EUMA Galeria (Rio de Janeiro) e na Chelsea Fine Art Competition da Agora Gallery (Nova York - EUA), e exibiu seu trabalho individualmente no Projeto Armazém Cultural (Velho Armazém - Niterói), no Espaço Ideal (Rio de Janeiro) e no Shopping Barra Garden (Rio de Janeiro), além de ter sido destaque no acervo digital da Gallery For Me (Brooklyn, NY - EUA). Participou do IFAC 2014 (International Fine Arts Competition), na cidade de Miami, recebendo menção honrosa como um dos 10 pintores mais criativos da competição.

No ano seguinte, participou de outra exposição coletiva, na Ocupa Maluca - Centro Cultural EUMA, além de 66° Salão de Abril, no Salão de Arte Contemporânea de Fortaleza - Centro Cultural Banco do Nordeste (Fortaleza - CE) e VI Salão de Artes Visuais de Pinhais - Centro Cultural Wanda dos Santos Mallmann (Pinhais - PR). Entre 2015 e 2016, exibiu no 14° Salão de Artes de Garulhos (São Paulo) e, em 2016, no 4° Salão de Arte Contemporânea - Centro Cultura França-Alemanha (Niterói) e no Embracing Our Differences, Sarasota Island Park (Sarasota, FL - EUA). Também em 2016, recebeu o prêmio principal do 4° Salão de Artes Visuais de Niterói.






Publicado em 0000-00-00
Museu Antônio Parreiras