A Prefeitura de Niterói, por meio da Fundação de Arte de Niterói, prossegue neste sábado, 04 de dezembro, a programação cultural do "Natal de Esperança", com apresentações que seguem por todos os fins de semana até 19 de dezembro. São 40 espetáculos entre música, peças teatrais, dança, circo e poesia, que vão ocupar os mais diversificados palcos da cidade, distribuídos por todas as regiões.

A festa começa cedo para a petisada, às 11h no Horto de Itaipu, com o infantil produzido pela Scuola di Cultura, e, no mesmo horário, mas no bairro do Caramujo, com o musical do Grupo Violúdico. É só tomar um café da manhã bem gostoso e partir para a diversão.

À noite, a programação continua no Horto do Barreto, às 19h, com a Orquestra Jovem de Niterói, do Programa Aprendiz Musical, que convida o instrumentista Sérgio Chiavazzoli. O cantor Yuri Corbal sobe ao palco do Horto do Fonseca, às 19h30, e, no Campo de São Bento, também às 19h30, a Companhia de Ballet da Cidade de Niterói apresenta seu mais recente espetáculo, "Pedra Doce - Poética de Cora Coralina", que fala da simplicidade na poesia e vida da poeta brasileira nascida na cidade histórica de Goiás Velho.

Pedra Doce - Poética de Cora Coralina, da CBCN

Correlacionar a fisicalidade com a leitura, frase por frase, é o foco principal do espetáculo. Para ressoar no corpo em um diálogo direto com as palavras dos poemas, nenhum movimento corporal foi utilizado sem que houvesse uma sintonia com os textos dela. Todas as células coreográficas foram criadas pelos próprios bailarinos em um atravessamento promovido pelos poemas durante os ensaios.

"O espetáculo busca correlacionar a escrita de Cora, seus ímpetos e necessidades em escrever, com a dos corpos dos bailarinos ao ler (ou ouvir) seus poemas”, explica Fran Mello, Diretor Artístico da Companhia de Ballet da Cidade de Niterói. As cenas apresentadas levam em consideração sua autodenominação como doceira; sua vitalidade na escrita e o retorno à casa onde ela passou grande parte da sua infância, na cidade de Goiás, visto como um resgate e/ou um recomeço de vida em busca de completar sua felicidade. Permeado de memórias, o público será contagiado na plateia com o aroma do doce de coco feito em cena. Uma vez disse Cora: “é aqui, na minha casa, que reafirmarei minha felicidade”. A dramaturgia do espetáculo foi conduzida pela coreógrafa Ana Vitória Freire com o intuito de replicar a vida simples de Cora, mas reconhecendo sua potência como uma mulher à frente do seu tempo.

Orquestra Jovem de Niterói e Sergio Chiavazzoli

No concerto que marca retorno aos palcos, após quase dois anos de isolamento social provocado pela pandemia de covid-19, 50 jovens fazem uma apresentação inédita sob regência do maestro Evandro Rodriguese. Com sua organização sinfônica, a OJN contempla diferentes grupos de cordas e sopros característicos desta formação: violinos (1o e 2o), viola, violoncelo, flauta transversal, trombone, trompa, clarinete, oboé e fagote. A recém-batizada OJ – anteriormente chamada de Orquestra Sinfônica Aprendiz – é resultado do trabalho contínuo de formação em música desenvolvido pelo Programa Aprendiz Musical com crianças e jovens da cidade de Niterói-RJ. Ao longo dos anos, como principal conjunto derivado do Programa Aprendiz Musical nasceu a OJN. A orquestra foi criada para permitir que os estudantes egressos das escolas municipais possam dar continuidade aos estudos musicais. Oficialmente fundada em 2007, a cada ano o grupo conta com cerca de 35 instrumentistas, com idades entre 14 e 23 anos que já apresentam nível técnico avançado.





Como convidado especial, o músico Sergio Chiavazzoli , um dos instrumentistas mais reconhecidos de Niterói. Virtuose do bandolim, Sérgio Chiavazzoli dirigiu o Trio Elétrico Expresso 2222 no carnaval da Bahia e foi um dos criadores do primeiro trio elétrico a rodar Niterói, no início da década de 80. Desde então encantou-se por outros instrumentos, tornando-se um multi-instrumentista de cordas (violão, viola de 12, viola de 10, violão midi, cavaquinho, bandolim, banjo, guitarra baiana e guitarra).

Tocou com o "menestrel" Oswaldo Montenegro, e com sua guitarra baiana já dividiu o palco com Caetano Veloso, Djavan, Milton Nascimento, Gal Costa, Baby Consuelo, Pepeu Gomes, Elba Ramalho, Lulu Santos, Ivete Sangalo, Daniela Mercury, Dominguinhos, Carlinhos Brown e Margareth Menezes. Desde 1997 faz parte da banda de Gilberto Gil, sendo, atualmente, seu diretor musical, já tendo excursionado com o mesmo por todo o planeta. Gravou em dezenas de CDs e DVDs de vários artistas e lançou em 2002 seu primeiro CD solo pelo Selo Niterói Discos. Projeto iniciado em 2000, "Armando Todas" é uma homenagem a Armandinho, inventor do pau elétrico (aquela guitarrinha baiana).

Scuola di Cultura

Apresentação do projeto ‘História e movimento’, com a história ‘Não, eu não gosto do Natal”, onde ‘Ela’, representando uma pessoa, sempre gostou do Natal, mas, com o passar do tempo, algumas pessoas já não estavam mais presentes. A personagem, no entanto, volta a amar esta época do ano. Narração do diretor e ator Juliano Antunes e coreografia de Luã Lima.

Violúdico

Show com composições interativas que mesclam diversos gêneros e ritmos musicais. Tem o objetivo de unir o universo da criança e do adulto, ao mesmo tempo, entretendo a família por completo. Com uma dinâmica única, o Violúdico usa e abusa do humor com versões inusitadas, paródias, improvisos de rimas, ‘contação de causos’, entre outros, para deixar o show bem divertido.

‘Pedra doce: poética de Cora Coralina’, da Companhia de Ballet da Cidade de Niterói

O espetáculo fala da simplicidade na poesia e vida de Cora Coralina. O diretor Fran Mello concebeu a obra, buscando correlacionar a escrita de Cora, seus ímpetos e necessidades em escrever, com os corpos dos bailarinos ao ler (ouvir) seus poemas. Todas as células coreográficas foram criadas pelos próprios bailarinos em um atravessamento promovido pelos poemas de Cora Coralina durante os ensaios.

Yuri Corbal

É cantor, compositor e produtor musical. Em seu novo trabalho solo escolheu o violão e a sonoridade Pop com referências da MPB, da R n’B e um apanhado de artistas que o influenciaram até aqui, que vão de Belchior e John Mayer a Alicia Keys e Skank.


Natal de Esperança

A programação cultural do "Natal de Esperança" se propõe a ser democrática, com atrações distribuídas por toda a cidade, e que, como o próprio nome sugere, leve um pouco de esperança a todos.

O mote deste ano é realizar um Natal respeitoso, levando alegria e esperança para os niteroienses, além de prestar homenagem às vítimas da Covid-19. A Prefeitura priorizou espaços abertos para a realização dos eventos, que vão acontecer seguindo as normas do Plano Novo Normal Niterói, obedecendo aos protocolos de segurança de enfrentamento da pandemia.


Programação completa deste fim de semana:

4 de dezembro (sábado)

- Scuola di Cultura (infantil) - Horto de Itaipu, às 11h
- Grupo Violúdico (música infantil) - Caramujo, às 11h
- Orquestra Jovem de Niterói e Sérgio Chiavazzoli (música) - Horto do Barreto, às 19h
- Yuri Corbal (música) - Horto do Fonseca, às 19h30
- CBCN, com "Pedra Doce - Poética de Cora Coralina" (dança) - Campo de São Bento, às 19h30

5 de dezembro (domingo)

- Ninas + Non Stop e Gabriela Sepulvida (música) - Horto do Fonseca, às 19h30
- Orquestra Jovem de Niterói (música) - Campo de São Bento, às 19h30
- A chegada dos três reis magos (teatro infantil) - Horto do Barreto, às 11h
- O dia em que conheci Papai Noel - Horto de Itaipu, às 11h
- O Fabuloso (tetro infantil) - Caramujo, às 11h

Endereços

Campo de São Bento – Alameda Edmundo de Macedo Soares e Silva, s/n – Icaraí
Horto do Fonseca – Alameda São Boaventura, 770 – Fonseca
Horto do Barreto – R. Dr. Luiz Palmier, s/n – Barreto
Horto de Itaipu – R. Dr. Pálvaro da Silva, 852 – Itaipu
Caramujo - Rua do Alto, 130

Todas as programações são gratuitas!








Publicado em 29/11/2021
Lançado edital de R$ 3 milhões para incentivo à cultura Até 26 de Agosto
Fórum Estadual de Secretários de Cultura elege Alexandre Santini Leia mais ...
Projeto 'Música e Patrimônio' movimenta prédios históricos restaurados Leia mais ...
Niterói anuncia Encontro com a Espanha em 2006 Leia mais ...
Niterói promove em 2006 'Encontro com Espanha' Leia mais ...