Nascido em Visconde de Mauá em 1935 - descendente do grupo indígena Puri, trabalhador rural - Jorge Brito se descobriu artista pelas suas andanças na roça. Durante uma caminhada, encontrou uma escultura de cabeça de boi feita em madeira, achou interessante e quis reproduzir. Com o tempo, aperfeiçoou as suas obras e com sugestões do artista Roberto Magalhães, seu patrão, tornou-as mais encantadoras.

Jorge acredita que a natureza fica contente com o destino que ela dá para os pedaços de madeira que abrigavam pássaros, animais do local.

O "Bicudo" é uma obra do acervo permanente do Museu Janete Costa de arte popular, feito pelo Jorge Brito, em madeira, pintada nas cores vermelho (bico e base), preto (corpo), branco (olhos) e amarelo (cauda), com texturas nas cores brancas (parte vermelha e preta) e pretas (parte marrom). É uma peça que possibilita pessoas com deficiência visual tocá-la e experimentar.


Artista: Jorge Brito
Título: Bicudo
Técnica: Madeira Talhada
Data e Local: Rio de Janeiro, Mauá (s/d)
Dimensões: 155 x 70 cm

Obras Táteis no Janete Costa








Publicado em 26/06/2023

Museu Janete Costa promove edição do 'Uma Noite no Museu' Quinta, 20 de junho
"O bicho tá pegando" debate a crise ambiental no Janete Costa De 05 de junho a 20 de outubro
Obras de Maria Puppim Buzanovsky Leia mais ...
Obra de Jorge Brito Leia mais ...
Obras de Jaime Nicola de Oliveira Leia mais ...
Obra de Bia Araújo Leia mais ...
Obra de Jéssica Morais Leia mais ...
Obra de Letícia Simões Leia mais ...
Obras de Antonio Jader Pereira dos Santos Leia mais ...