João Carlos Vizella e Latini nasceu em 27 de janeiro de 1954, em Niterói. Filho da educadora Maria Ester Vizella Latini e de Clovis Latini, um dos primeiros arquitetos de interiores do país, desde sua infância teve contato com diversas vertentes e manifestações artísticas, através da convivência com artistas plásticos, cineastas, atores, fotógrafos, músicos, educadores, políticos e intelectuais de diversas áreas, que enriqueceram sua formação.

Graduou-se em Arquitetura e Urbanismo pelas Faculdades Integradas Bennett, no Rio de Janeiro, no ano de 1980. Em 1991, pela mesma instituição, concluiu pós-graduação em Economia Política Urbana.

Na área da Arquitetura, trabalhou em projetos junto às empresas Clóvis Latini Arquitetura de Interiores, de 1971 a 1978, e de 1982 a 1985; Severiano Mario Porto Arquitetos Associados, 1980 e 1981; Serraj Design, Indústria e Comércio de Móveis, de 1985 a 1990, e dirigiu a empresa João Latini Arquitetura e Planejamento Ltda, no período de 1985 a 2000.

Durante um período prestou serviços à Empresa Estadual de Obras Públicas (EMOP) no Rio de Janeiro, na conservação e manutenção de Escolas Públicas (1989-1991) durante o Governo Moreira Franco e, logo em seguida, passou a fazer parte da Equipe de Projetos Especiais da Prefeitura Municipal de Niterói (PMN) (1992-1993), no primeiro governo de Jorge Roberto da Silveira. Elaborou projetos para a Prefeitura como a "Eco Torre de recepção e difusão de informações do ecossistema" e as cinco primeiras Bibliotecas Públicas do Município de Niterói.

Também se aproximou da fotografia, do cinema e do teatro, chegando a atuar em peças teatrais amadoras, além de ter trabalhado no set de filmagem de Tenda dos Milagres, em 1981, a convite do amigo e diretor Nelson Pereira dos Santos. Também realizou diversos cursos e trabalhos com fotografia.







Publicado em 10/07/2013
Museu Antônio Parreiras