A imaginação é o destaque da nova exposição do Museu Janete Costa de Arte Popular. "Transvendo o mundo", do curador Jorge Mendes, abraça três artistas que venceram barreiras e preconceitos por meio de sua arte e da imaginação. A abertura acontece na quarta-feira, dia 09 de novembro, às 18h e a mostra fica em cartaz até 12 de junho.

"O olho vê,
a lembrança revê,
e a imaginação transvê.
É preciso transver o mundo"


O verso de Manoel de Barros, inspiração para o nome da nova expo, define bem a visão de Marcelo da Conceição, Josemias Moreira Filho e Rafael Matos, artistas que terão suas obras expostas no museu. Utilizando técnicas e materiais diferentes, esses artistas caminham paralelamente e estão interligados na luta pela visibilidade e reconhecimento artístico.

Marcelo da Conceição, niteroiense, nasceu em 1966 no bairro Caramujo. Durante a vida, o artista trabalhou como carregador nas feiras, foi pedreiro, vendedor ambulante e "garimpeiro urbano", como ele mesmo define.

Marcelo trabalha com esculturas e objetos confeccionados a partir de materiais descartados. Suas obras misturam complexidade com equilíbrio ao mesmo tempo em que carregam um grande teor crítico. Suas produções enquanto artista transparecem a precariedade e a fragilidade vividas por Marcelo durante os anos que trabalhou pelas ruas da cidade.

Por depender dos materiais que recolhe nas ruas, feiras, ou doações, o acaso está sempre presente em sua obra e em sua vida. Apesar disso, alguns temas são recorrentes: barcos, caixas, oratórios, assentamentos, cetros e orixás impregnados de sua ascendência africana, além das esculturas completamente abstratas.

Assim como Marcelo, Josemias Filho também enfrentou dificuldades durante a sua vida. Artista criado no Morro do Palácio, em Niterói, Josemias vivenciou o preconceito por ter apenas parte da visão. Ainda na infância, uma de suas pálpebras foi perfurada em um acidente com uma vareta de pipa.

Já como adulto, Josemias descobriu o quanto gostava de arte após participar de um projeto educativo no Museu de Arte Contemporânea de Niterói (MAC). Desde então, o artista se apaixonou pela fotografia e, hoje, trabalha o seu olhar apurado para contar uma história única do Morro do Palácio. Na exposição "Transvendo o mundo", as fotos de Josemias representam um grito da favela dizendo: "Vocês não sabem o que estão perdendo!".

Rafael Matos, sem local e data de nascimento conhecido, tem seu atelier localizado no Hospital Psiquiátrico de Jurujuba, onde é paciente. Na fase atual de sua pintura, é possível observar seus traços mais geométricos e a continuidade das cores exuberantes. As relações humanas como tema se fazem presentes, muito em razão da sua convivência dentro da instituição, revelando momentos de acolhimento e afeto.

O alto nível plástico dos trabalhos apresentados nessa exposição por esses três grandes artistas, nos faz refletir sobre a empatia, bem como sobre a importância da acessibilidade e inclusão cultural.


Serviço

Evento: Transvendo o mundo
Período: De 09 de novembro de 2022 a 12 de junho de 2023
Horário: De terça a domingo, das 10h às 17h
Entrada franca
Classificação indicativa: livre

Local: Museu Janete Costa de Arte Popular
Endereço: Rua Presidente Domiciano, 178 - Boa Viagem, Niterói








Publicado em 07/11/2022

Museu Janete Costa inaugura exposição 'Léa: Negra Atriz da Liberdade' De 12 de março a 12 de maio
Obras de Maria Puppim Buzanovsky Leia mais ...
Obra de Jorge Brito Leia mais ...
Obras de Jaime Nicola de Oliveira Leia mais ...
Obra de Bia Araújo Leia mais ...
Obra de Jéssica Morais Leia mais ...
Obra de Letícia Simões Leia mais ...
Obras de Antonio Jader Pereira dos Santos Leia mais ...
Raimundo Soares Cavalcante (Mestre Dico) Leia mais ...