O Solar do Jambeiro abre suas portas para a temporada do espetáculo "Um Trabalhinho para Velhos Palhaços", do Coletivo Bichos de Teatro, em cartaz todas as terças-feiras de outubro e novembro de 2014, sempre às 20h. Uma vaga de emprego é disputada por três velhos amigos de profissão. Enquanto aguardam horário da entrevista, antigos relacionamentos são postos à prova pela necessidade comum: sobreviver.

Sinopse

Clique para ampliar
Um anúncio em um jornal avisa "Procura-se velhos palhaços". Dispondo apenas desta informação, três candidatos dirigem-se ao local para descobrir, ao chegar, que são amigos e companheiros de ofício a longa data. Logo, a alegria do reencontro dá lugar à implacável realidade: se for apenas uma vaga disponível, qual dos três ficará com a mesma?

A peça é um drama existencialista do dramaturgo romeno Matéi Visniec, que vive e trabalha na França desde 1987, onde foi refugiado político. O texto aborda a dificuldade de convivência quando pessoas, mesmo que amigas a uma vida inteira, são posta em um ambiente de confinamento e, principalmente, em uma situação de competição pela própria sobrevivência. Utilizando uma temática supostamente lúdica, a peça aborda com cruel realismo até que ponto somos capazes de chegar para garantir os próprios interesses.

Apesar de não ser uma comédia, e sim um drama existencialista, os personagens são, surpreendentemente, palhaços. Esta escolha, que a princípio nos remete para o ambiente da comédia, é na verdade altamente simbólica, por desconstruir as expectativas da plateia, potencializando a situação dramática através da crise existencial em que os personagens se encontram. Personagens imersos na própria subjetividade são tirados do isolamento através do diálogo que fere.

À exemplo de outras dramaturgias existencialistas - Entre quatro paredes, de Jean Paul Sartre, por exemplo - os personagens são colocados pelo dramaturgo em um ambiente de confinamento: esta é a única forma de "forçá-los" a dialogar, salvando assim o drama, gênero que fundamenta toda a sua temática na inter-relação, ou seja, no diálogo que possibilita a comunicação de suas ideias.


Fotos de Leo Zulluh



O Coletivo Bichos de Teatro é o resultado da "as-piração" dos artistas Andréa Terra e Mateus Pessa. Agregando artistas-pesquisadores de origens e formações diferentes, mas com interesses artísticos compartilhados, o coletivo teatral se propõe realizar montagens que contenham o lúdico como universo, entendendo a importância da valorização da cultura em uma sociedade cada vez mais voltada para o fenômeno da espetacularização.

Andréa Terra é diretora da Companhia Teatral Recontando Conto e produtora do Coletivo Bichos de Teatro. Formada pela Academia de Ballet Claudia Araujo, em Niterói, atuou como professora e coreógrafa de Sapateado e Dança Flamenca, por sete anos. Como atriz, foi dirigida por Leonardo Simões, Paulo Rebello e Gabriel Barros, entre outros. Com este último, participou da montagem de Sob o signo de Vênus, premiado como melhor produção no XI Festival de Teatro da Cidade do Rio de Janeiro, em 2013.

Desde 2007 tem apresentado sua visão artística como diretora nos palcos de Niterói, sempre com ótimo reconhecimento de público. Com O circo menestrel, além de realizar uma aspiração artística muito particular, Andréa Terra recebeu o prêmio de melhor direção no X Festival Nacional de Teatro de Duque de Caxias (2013). Seu trabalho de direção foi novamente reconhecido através da cena curta "O Leite da Jacaroa" no 6º Festival Niterói Em Cena (2013).

Mateus Pessa é produtor executivo do Coletivo Bichos de Teatro. Músico e advogado, com longa experiência como membro da Companhia Teatral Recontando Conto. Dedica-se ao teatro por vocação e ideal, por entender a importância da valorização da cultura em uma sociedade cada vez mais focada no entretenimento das massas.

Como produtor teatral, obteve em 2013 o 2º lugar geral como Melhor Espetáculo na categoria teatro infantil no X Festival Nacional de Teatro de Duque de Caxias com o espetáculo O circo menestrel. Teve também um projeto aprovado na chamada pública de teatro infantil para o público escolar nº 06/2014 da Fundação de Arte de Niterói, que selecionou a peça infantil Pedro e a onça, com dramaturgia e direção de Andréa Terra.


Ficha Técnica

Direção: Andréa Terra
Elenco: Felipe Barros, Renato Garcia, Thi Cardoso
Produção: Coletivo Bichos de Teatro


Serviço

Gênero: Teatro
Um trabalhinho para velhos palhaços
Drama existencialista de Matéi Visniec
Data: Terças-feiras, 07, 14, 21 e 28 de outubro; 04, 11, 18, 25 de novembro de 2014
Horário: 20h
Classificação indicativa: livre
Duração: 60 minutos
Lotação: 70 pessoas
Entrada Franca
Reservas podem ser feitas pelo email coletivobt@gmail.com

Local: Solar do Jambeiro
Endereço: Rua Presidente Domiciano, 195, Boa Viagem, Niterói-RJ
Telefone: (21) 2109-2222

Tags:






Publicado em 01/10/2014