Clique para ampliar.


O Solar do Jambeiro, abre suas portas na sexta-feira, 04 de setembro de 2015, às 19 horas, para a leitura cênica dos textos do romance "Duas Mulheres Entardecendo", das poetisas Wanda Monteiro e Maria Helena Latini. Com partipações especiais de Cristina Lebre, Eda Damasio, Marco Hazeck, Jorge Piri e Paulo de Carvalho, as autoras ainda debaterão com o público o processo criativo e os temas abordados no romance. Ao final da apresentação haverá sorteio de livros.

Ilustrado por Maciste Costa, que também assina a capa, o livro apresenta dois romances entrelaçados onde as personagens que detêm a narrativa, dialogam em prosa poética sobre temas universais e questões existenciais, cujo eixo principal é o "ato da escrita" com sua silenciosa e solitária arquitetura.

No romance as escritoras fazem de sua lavra uma tessitura de memórias inventadas e dialogam sobre o sentido simbólico e filosófico dessa tessitura que se constrói e reconstrói desafiando as convenções cronológicas de tempo e espaço geográfico.

"Duas Mulheres Entardecendo" é apresentado pelo prestigiado escritor e professor Daniel da Rocha Leite, tendo como resenha de orelha o texto do escritor, crítico literário e professor Paulo M Nunes e encerra com o Posfácio assinado pela renomada escritora e poeta Olga Savary, que nesse mês concorre à cadeira de Ariano Suassuna na Academia Brasileira de Letras.


Wanda Monteiro

Escritora e poeta, Wanda Monteiro, é uma amazônida, nascida às margens do Rio Amazonas, no Estado do Pará. A escritora herdou sua devoção pelas artes e pela literatura de seu pai, o romancista Benedicto Monteiro e como foi criada circundada pelos livros, desde menina, cultivou o hábito pela leitura e pelo exercício da escrita. Embora tenha exercido o cargo de Procuradora do Estado do Pará, atuando em questões indígenas e assuntos fundiários, nunca se afastou de sua vocação: Publicou seu primeiro livro Memória de Afeto com selo independente, em 1989, mas, não chegou a lançá-lo; Participa de vários projetos editoriais de pesquisa histórica no Estado do Pará; Publica seus ensaios e textos literários em revistas, blogs e sites.

A escritora aprofundou seus estudos cursando Linguagem e Pensamento – área de Filosofia – na Universidade Veiga de Almeida e fez especialização em Análise de Políticas Públicas na UFRJ, atuando como consultora e gestora, nessa área, na Prefeitura de Niterói. Nos últimos anos, tem se dedicado exclusivamente à arte literária, tendo publicado, pela Editora Amazônia, os livros "O Beijo da Chuva" (2009) e "Anverso" (2011). Wanda Monteiro ministra palestras sobre a Arte Literária e Construção da Linguagem Poética e faz performances poéticas em vários espaços culturais nos Estados: Rio de Janeiro ( sobretudo na cidade de Niterói), Pará, São Paulo e Rio Grande do Sul.

Maria Helena Latini

Maria Helena Latini nasceu em São Gonçalo e vive em Niterói. É professora e poeta, formada em Letras, com pós-graduação em Leitura e Produção de Textos pela UFF – Universidade Federal Fluminense. Participou das antologias "Água Escondida" (Niterói, 1994): "Urbana" – Edição Histórica (Rio de Janeiro, 2001); "Poesia Sempre", Biblioteca Nacional, 2006; "Communità Italiana", encarte, 2006; Antologia Digital "Saciedade dos Poetas Vivos", em 2009 e 2013. Alguns de seus textos foram selecionados para apresentações teatrais e peças, como "Ambulâncias na Contramão", exibido no Museu da República, RJ, 1996 e "O Último Bolero", na Casa de Cultura Laura Alvim, RJ, 1997, ambos sob a direção de Márcio Vianna.

Publicou "Roteiros de Vida", com prefácio de Victor Giudice, Ed. Achiamé, em 1991, "Ângela e Antônio", com contracapa de Marco Lucchesi (1992); "Fio de Prumo", com prefácio de Marco Lucchesi, Ed. 7Letras, 2006 e "Ângela e Antônio", com apresentação de Marco Lucchesi e prefácio de Gilson Herval (2011). Para teatro, Latini escreveu os roteiros: "Dois Monólogos Entrelaçados" (com textos do livro "Ângela e Antônio"), 2012, Casa de Cultura Leila Diniz, Niterói.

Tags:






Publicado em 0000-00-00

Exposição de estudantes de arte chega ao Solar do Jambeiro Até 30 de junho
Solar do Jambeiro: Histórico Leia mais ...