No dia 16 de julho de 2017, domingo, às 17h, o projeto Sarau no Solar terá o prazer de receber o músico Nicolas de Souza Barros. O instrumentista de cordas dedilhadas vem trazer para o palco do Solar do Jambeiro, o lançamento de seu terceiro CD, Chora Violão!, que traz no repertório, choros, polcas, tangos e valsas de compositores como Villa-Lobos, Mignone, Nazareth e Debussy. Classificação indicativa livre, entrada franca.

Baseado em arranjos de Nicolas de Souza Barros de obras originais para piano, neste CD são investigadas variadas conexões entre a interpretação instrumental e a emoção musical, aí incluídos o gênero do choro e o significado de "chorar"… Na elaboração do CD, as valsas foram centrais, porque desde o século XIX, a valsa lenta e "chorada" é um componente essencial da identidade musical do nosso país.

Inclusive, o CD nasceu de um arranjo da Primeira Valsa de Esquina de Francisco Mignone, uma das obras geniais da literatura instrumental brasileira. Também foram incluídas obras de grande emoção de autores como Ernesto Nazareth e Eduardo Souto. A conexão com o choro - ou tango brasileiro - é encontrada nas polcas de Henrique A. de Mesquita e em choros de Nazareth. Este é o terceiro CD lançado pelo instrumentista em quatro anos: em 2014 e 2015, surgiram os CDs Ernesto Nazareth por Nicolas de Souza Barros – violão de oito cordas e Ravel e Debussy - Imagens, ambos com arranjos próprios para este instrumento.

Nicolas de Souza Barros





Brasileiro, é Doutor em Música (UNIRIO – 2008) e um dos mais conceituados especialistas do país em instrumentos eruditos de cordas dedilhadas. Já se apresentou nos EUA, França, Alemanha, Inglaterra, México, Canadá, Uruguai, Paraguai e Equador, assim como nos principais centros brasileiros.

Desde 1990, é responsável pela Cadeira de Violão Clássico da UNIRIO, orientando dezenas de instrumentistas que conquistaram resultados expressivos em certames nacionais e internacionais; alguns destes têm assumido funções docentes em instituições federais e estaduais.

Entre 2003-2006, dirigiu a série Sábados Clássicos (Sesc-Flamengo), produzindo 180 recitais. Realizou estreias nacionais e mundiais de obras dezenas de compositores brasileiros, entre os quais obras de Mignone, Miranda, Tacuchian e Villa-Lobos. Faz parte de diversos conjuntos de música de câmara, como o Quadro Cervantes (2 CDs), o Duo Folia, (com o violoncelista David Chew; 1 CD), o Quarteto Carioca de Violões (1 CD) e duos com o barítono Lício Bruno e a soprano Martha Herr.

Em 2009, participou do projeto do SESC Nacional SONORA Brasil, apresentando obras para violão solo de compositores do sudeste brasileiro em 23 estados brasileiros (87 apresentações). Em março de 2010, apresentou-se com o Quadro Cervantes no V Festival de Música Sacra em Quito, Equador; e em agosto do mesmo ano, realizou um recital de obras brasileiras para violão de oito cordas no Festival de Guitarras Latino-Americanas em Assunção, Paraguai.

Foi um dos fundadores da Associação de Violão do Rio, sendo Diretor Artístico desta organização desde 2001. É o único concertista brasileiro a se apresentar como solista ao violão de oito cordas.

Clique para ampliar.



Serviço

Data: Domingo, 16 de julho de 2017
Horário: 17h
Duração: 60min
Capacidade: 60 pessoas
Entrada Franca
Classificação indicativa: Livre

Local: Solar do Jambeiro
Endereço: Rua Presidente Domiciano, nº 195, São Domingos
Telefone: (21) 2109-2222


Clique para ampliar.






CLIPPING


Tags:






Publicado em 05/07/2017

Exposição de estudantes de arte chega ao Solar do Jambeiro Até 30 de junho
Solar do Jambeiro: Histórico Leia mais ...