Solar do jambeiro vai abrigar exposição de Hilda e Quirino Campofiorito

Depois de ganhar um museu para a produção contemporânea, Niterói vai abrir espaço para as criações do século XIX e início do XX. Ao lado da construção assinada por Oscar Niemeyer, o Solar do Jambeiro será uma referência para as artes plásticas.

Quirino e Hilda Campofiorito
Aberto à comunidade há três meses, após uma completa restauração, o prédio agora tem sua forma de ocupação definida. Será sede de um instituto de pesquisas artísticas daquele período, abrigando exposições. A nova fase se inicia no dia 2 de abril de 2002, com a inauguração da mostra do casal de pintores Hilda e Quirino Campofiorito. A mostra fica em cartaz até 30 de setembro.

Durante o evento, o Quarteto Santoro dará um recital tocando a ária da quarta corda de Bach, Cânone de Bachelbel e duas árias das óperas La Traviatta e Nabucco de Giuseppe Verdi, entre outras. O quarteto é formado pelos irmãos Sávio (viola), Paulo e Ricardo (violoncelos) e do pai Sandrino Santoro (contrabaixo acústico).

Sob a curadoria de Ítalo Campofiorito e Sandra Sautter, a exposição exibe, pela primeira vez na cidade, as aclamadas pinturas em guache sobre papel, feitas in loco por Hilda. Segundo o arquiteto Ítalo Campofiorito que também é filho do casal, a mostra engloba cerca de trinta obras de cada artista. E uma parte significativa do acervo que ele herdou dos pais e que abrange pinturas do final dos anos 20 aos anos 90.

"A exposição vai reunir cerca de cem obras dos dois, entre pinturas, desenhos e também 'batiks' de Hilda, coincidindo com o lançamento de um CD-ROM com aproximadamente mil trabalhos de cada um deles", informa Cláudio Valério Teixeira, coordenador da restauração do Jambeiro e presidente da Fundação de Arte de Niterói (FAN). A mostra, ao que tudo indica, será a primeira de uma série. "Temos excelentes artistas, alguns deles infelizmente esquecidos", lamenta.

Arte

Clique para ampliar
Segundo Cláudio Valério, o instituto de pesquisas artísticas, que terá como sede o solar, vai incentivar novos talentos, já que deve contar com jovens. Sobre a vocação do prédio, também conhecido como Palacete Bartholdy, revela: "Acredito que o lugar é ideal para mostras de mobiliários antigos. Já estamos planejando uma exposição com móveis brasileiros do mesmo período do casarão". "Nossa intenção também abrir este espaço para música de câmara e outras apresentações voltadas a pequenas plateias", ressalta.

Os primeiros expositores do Solar, Hilda e Quirino Campofiorito, são nomes importantes no cenário brasileiro. Cursaram a Escola Nacional de Belas Artes (ENBA) e, no início da década de 1930, já casados, frequentaram ateliês, academias e círculos artísticos de Roma e Paris.

Filho do pintor e arquiteto italiano Pedro (Pietro) Campofiorito, Quirino Campofiorito (1902-1993) nasceu em Belém/PA. Pintor, desenhista e ilustrador gráfico, estudou na Escola Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro a partir de 1920, recebendo em 1927 a medalha de prata, em 1928 medalha de ouro. Foi ilustrador da revista em quadrinhos "O Tico-Tico" e atuou ainda como crítico de arte e professor. Participou da criação da Divisão Moderna no Salão Nacional e presidiu o Núcleo Bernadelli.

Paisagem de Charitas , 1987 , Hilda Campofiorito
Hilda Helena Eisenlohr Campofiorito (1901-1997) nasceu no Rio de Janeiro e cursou a Escola Nacional de Belas Artes entre 1923 e 1929, seguindo nesse último ano para a Europa em companhia de Quirino Campofiorito, seu marido, que tinha vencido um prêmio de viagem ao estrangeiro da mesma Escola. Permaneceu lá até 1934, vivendo em Roma e em Paris, onde se aperfeiçoou. No Brasil, participou de coletivas como a Bienal da Bahia, com pinturas e trabalhos de arte aplicada (batiks). Foi a vencedora do Prêmio de Viagem ao País em 1944. Produziu obras em óleo sobre tela, tecidos, cerâmica de barro, escultura, mosaico, ilustrações gráficas, entre outras expressões.

Na Capa, meramente ilustrativa, reprodução do quadro "Casal de Pintores Hilda e Quirino Campofiorito" de Alfredo Galvão.

Nota: A mostra voltou ao Solar do Jambeiro, no segundo andar do Casarão, de outubro de 2004 a outubro de 2005


SERVIÇO

Exposição: Hilda e Quirino Campofiorito
Datas: De 02 de abril de 2002 a 30 de setembro de 2002
De terça a domingo, das 13h às 18h
Ingressos: R$ 2,00.
Grátis para crianças de até 7 anos e adultos acima de 65 anos.

Local: Solar do Jambeiro
End: R. Pres. Domiciano, 195 - São Domingos, Niterói





Publicado em 07/05/2021
Solar do Jambeiro apresenta 9° ciclo de leituras dramatizadas Quinta, 30 de junho
"Brinque Lendo" acontece no jardim do Solar do Jambeiro Sábado, 02 de Julho
Solar do Jambeiro recebe um "Piquenique Literário" Domingo, 03 de Julho