Tombamento estadual em 26/01/1983
Processo INEPAC- E-03/18.213/78

Praça da República - Centro

Inaugurado em 1° de agosto de 1917, o prédio que hoje abriga a Câmara sediou a Assembleia Legislativa até 1975, quando houve a Fusão dos antigos Estados do Rio e Guanabara.

É uma das edificações que compõem a Praça da República (antes Praça D. Pedro II), conformando um Centro Cívico, juntamente com a Delegacia de Polícia Civil, o Fórum, o Liceu Nilo Peçanha e a Biblioteca Estadual. Sua arquitetura é monumental unindo traços neoclássicos à ornamentação característica do final do ecletismo.

Os projetos foram encomendados ao engenheiro francês Émile Dupuy-Tessain, que dominava os estilos históricos, tais como os classificava o ecletismo, na versão Belas Artes do final do Século XIX. Quando voltou à sua pátria com a eclosão da Primeira Guerra Mundial, em 1914, recomendou Pedro Campofiorito para dar continuidade às obras dos diversos palácios.

Leia a biografia de Pedro Campofiorito

A fachada principal, inspirada num templo romano, possui seis colunas e um frontão triangular de ornamentação simples, onde se vê pintado o brasão do Estado do Rio de Janeiro. A entrada se faz por cinco grandes portas em arco pleno precedidas por ampla escadaria, onde duas esculturas, do italiano Hugo Tadei, representam a ordem e o progresso.

Na calçada, dois sólidos pedestais sustentam dois leões de cimento.










Publicado em 15/03/2013
Palacete São Domingos ou da Praia Grande
A Compra do Palacete Leia mais ...
Capela de Nossa Senhora da Conceição Leia mais ...
Paróquia de São Francisco Xavier Leia Mais ...