Darci Fernando Barbosa Gonçalves nasceu em Niterói, RJ, a 27 de julho de 1952. Freqüentou o curso de Desenho e Plástica nas Faculdades Integradas Bennett - Rio de Janeiro, 1977. Nessa mesma instituição, teve aulas de desenho com Lídio Bandeira de Mello. Ainda nos anos 70, estudou com Ernesto Lacerda no antigo Instituto de Belas Artes, atual Escola de Artes Visuais do Parque Lage, no Rio de Janeiro.

Dentre as exposições coletivas que integrou, destacam-se o Salão Comunitário de Artes Plásticas da Universidade Federal Fluminense-UFF – Niterói, 1976, 1977, 1980; o Museu Histórico – RJ; no Ingá, 1979; o Salão RJ de Pintura, 1979; a Galeria do Sesc, 2000 e o Centro Cultural Tribo Urbana, 2005 e 2006, todos em Niterói. Realizou exposições individuais na Galeria do Campo, 1975; Centro Cultural Paschoal Carlos Magno, 1981; Serviço Social do Comércio – SESC, 1998 e na Livraria Book Haus, 2002, ambos em Niterói.



    "[...] Nem sempre é fácil distinguir com nitidez a fronteira entre o primitivismo e o erudito, entre o espontâneo e o aprendido, entre o sentimental e o intelectual. Isso surge na obra de Darci, que comporta em seu início valores espontâneos e expressões eruditas.[...] Há na pintura de Darci alicerces para uma evolução positiva, dada sua singular unidade de inspiração. Caminho seguro que atende ao equilíbrio sentimento/intelecto." QUIRINO CAMPOFIORITO, 1975

    "[...] A presença de motivos diferentes não exclui certa coerência presente em todos os seus trabalhos. Ele sabe utilizar-se de seu espaço, em planos tendentes ao geométrico, onde a cor está presente perfeitamente equilibrada, uma harmonia espaço-cor, seja na paisagem, seja na natureza morta, seja nos ambientes geométricos de que se utiliza." GLAUCE FAQUER, 1981 "[...]

    As pinturas de Darci remetem a tradições modernistas e a seus desdobramentos posteriores, que possibilitaram uma maior liberdade no tratamento da forma, cor e outros elementos do fazer pictórico. Passam ao largo das linguagens dos anos 70, sem contanto assumirem identidades pós-modernas ou contemporâneas." BEATRIZ NOVAES ROCHA, 1998







Publicado em 10/05/2013
Museu Antônio Parreiras