Arquiteto, escultor e designer, Ricardo Campos nasceu em Niterói, no ano de 1951. Graduou-se em arquitetura na Universidade Federal Fluminense, em sua cidade natal (1975), e especializou-se em joalheria com Márcio Mattar, no Rio de Janeiro, em 1985. Adquiriu habilidades em escultura e design de maneira autodidata. É responsável pela elaboração de mais de 1.300 projetos comerciais e residenciais.

Ricardo Campos realizou exposições no Ateliê Márcio Mattar – RJ, 1986; no Espaço Traesco – SP, 1993/1994; no Restaurante Ativa – Niterói, 1993; no Mix Moda Torre de Babel – RJ, 1993; no Rah Design – SP, 1994; no Centro Cultural Banco do Brasil – RJ, 1995; no Gallery – SP, 1995; no Shopping da Gávea – RJ, 1995; no Escritório de Arte Caribe – SP, 1995; no Concurso Design Museu Casa Brasileira – SP, 1995; na Artexpo, Nova York – EUA, 1996; no Marc Miller Gallery New York – EUA, 1996; no Museu de Arte Moderna – RJ, 1996; no Shopping São Conrado Fashion Mall – RJ, 1996/1998; no Centro de Artes UFF – Niterói, 1996; no Centro Cultural Paschoal Carlos Magno – Niterói, 1996; na III Semana Barra Shopping – RJ, 1997; na Galeria do Poste – Niterói, 1998 e no Rio Design Center – RJ, 2001. Sua obra foi mencionada no Jornal do Brasil, 1995; no Jornal O Globo - Caderno "Niterói", 1996; na revista Casa e Jardim, 1996 e na revista Casa Decoração, de Portugal, 1998.

"Preencher o espaço, quer seja doméstico ou comercial, com objetos utilitários dotados de formas criativas e originais é uma das actividades do arquitecto e Designer brasileiro Ricardo Campos [...] põe a disposição do seu olhar algumas peças capazes de provocar um estrondoso impacto visual [...] Ao entrar no escritório adjacente à oficina de Ricardo Campos, os olhos passeiam-se por um pequeno espaço inteligentemente aproveitado [...] o que mais impressiona o visitante que entre ali pela primeira vez são os revestimentos aplicados e o mobiliário selecionado, pois cada objecto é uma peça de Design [...] as cadeiras (aproveitando peças de madeira provenientes, por exemplo de antigas embarcações), convidam-nos a sentar, nem que seja apenas pelo prazer de experimentar a ergonomia com que foram concebidos [...] O Design proveniente do Brasil vem provar ser merecedor de atenção e elogios. O trabalho que expomos aqui mostra que vale a pena, nem que seja por um segundo, desviar a atenção da Europa e dos Estados Unidos, sempre mencionados pelos meios de comunicação. Através da Arte é -nos dado a conhecer um mundo em que a distância f'ísica dos ditos centros polarizadores não prejudica o avanço das tendências mais actuais." PATRÍCIA ESTUDANTE PROTÁSIO (revista "Casa Decoração"), 1998








Publicado em 0000-00-00
Museu Antônio Parreiras