Thomaz Baldow nasceu em 17 de dezembro de 1990, na cidade de Teófilo Otoni, MG, vindo posteriormente a morar em Niterói, RJ. Estudou Violão com professores particulares, entre eles Abraão Xingú (MG) e Arranjo Vocal com André Protasio, além de ter cursado o Conservatório Brasileiro de Música. Ingressou no curso de Música na Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ a partir de 2013 e chegou a ser professor na Escola Música Moderna, em Niterói.

Inicialmente inspirado pelo pai, começou a ouvir serestas e sambas da Velha Guarda desde muito jovem. Aprendeu com seu irmão mais velho o gosto pela música mineira e pelo violão, que passou a estudar desde os 11 anos de idade. Ainda em Minas Gerais, Thomaz começou a cantar na igreja Luterana e descobriu de vez o amor pela musica.

Profissionalmente, além de ter ministrado aulas de Violão Popular, Teoria, Harmonia e Percepção Musical, já atuou como violonista no grupo “Seresta às 8” e como tenor lírico do Coro Polifonia Carioca.

Entre novembro de 2013 e janeiro de 2014, promoveu uma campanha de arrecadação de fundos pelo site Catarse para produzir seu primeiro álbum solo, “Pretérito Informal”, lançado oficialmente em agosto de 2014, de modo independente. A base do disco é formada por Thomaz Baldow (Voz e Violão), Thiago Freitas (Contrabaixo Elétrico) e Cristiane Ribeiro (Bateria), traz composições autorais do cantor mineiro e algumas parcerias com artistas de Niterói.

Thomaz Baldow sempre contou com um vasto conhecimento de música em seus vários estilos, como choro, valsa, samba, maxixe, bossa-nova, guanhame, caipira, baião, xote, pop-rock, blues, rock clássico, entre outros. Seu repertório navega entre a MPB de Chico Buarque, do Clube da Esquina, passa pelo samba de Cartola, Nelson Cavaquinho, Paulo Cersar Pinheiro e vai até aos compositores nordestinos Fagner, Gerado Azevedo e Alceu Valença. Também traz consigo a música da Tropicália e nomes da MPB atual, sempre em diálogo com influências de sua terra natal mineira.






Publicado em 0000-00-00
Museu Antônio Parreiras