Tiago Souza, nascido em Niterói, em 6 de agosto de 1981, segue os passos do pai, Ronaldo do Bandolim, um ícone do bandolim brasileiro. Tocando sempre com emoção e liberdade, Tiago faz parte de uma safra de músicos formada na Lapa dos anos 2000, misturando, em sua formação, o Choro tradicional e outras influências, como Baião, Samba, Tango e Jazz, criando, assim, um estilo próprio de interpretação e improvisação.

Formado pelo Conservatório Brasileiro de Música do Rio de Janeiro, Tiago já se apresentou no Teatro Clara Nunes, Teatro Municipal de Niterói e casas de renome como Carioca da Gema, Rio Scenarium e Centro Cultural Carioca, ao lado de ícones da música instrumental brasileira como Silvério Pontes, Zé da Velha, Dirceu Leite, Yamandu Costa, Marcel Powell, Nilze Carvalho, entre outros. Integrou o grupo de samba e choro Unha de Gato e o conjunto de Choro Regional Carioca, sob a direção musical de Maurício Carrilho. Gravou uma participação no CD de obra completa do chorão Joaquim Callado intitulado "Callado: O Pai dos Chorões", além de ter participado do Festival Chorando no Rio, que foi gravado em CD na sala Cecília Meirelles em 2001, e do Festival de Choro do Rio em 2004, onde dividiu o palco com o Conjunto Época de Ouro e Trio Madeira Brasil. Também fez participações nos CDs e nos shows de Zé Paulo Becker e da dupla Os Dois Bicudos, com Alfredo del Penho e Pedro Paulo Malta.

Participou do projeto "Saraus Republicanos" no Palácio do Catete, em homenagem ao centenário de Getúlio Vargas, e também do projeto "Por ti América", no Centro Cultural do Banco do Brasil, além do longa metragem "Brasileirinho", um filme que fala sobre o Choro no Rio e que conta com grandes personalidades do gênero, e do DVD “Histórias de um João de Barro”, de Bia Bedran, gravado ao vivo no Teatro Villa-Lobos (RJ). Lançou, no ano de 2005, o CD "Cadência", do seu grupo Regional Carioca, com direção musical de Maurício Carrilho, e, em 2008, o CD "Festa pro Povo", com o grupo de samba Unha de Gato, participando de uma turnê internacional pela Europa, estando na Polônia e Dinamarca.

Em 2017, após 15 anos de carreira, o músico gravou "De Soslaio", seu primeiro álbum solo interpretando choros modernos de autores contemporâneos, buscando trazer a cena novos sucessos do choro atual, além de releituras de clássicos de Ernesto Nazareth e Orlando Silveira. O CD conta com participações especiais de renomados instrumentistas com quem Tiago tem grande amizade, como o violonista Yamandú Costa, o violinista francês Nikolas Krassick, Ronaldo do Bandolim, o acordeonista gaúcho Bebê Krammer, além de talentos da nova geração, como Dudu Oliveira e Aquiles Moraes.






Publicado em 0000-00-00
Museu Antônio Parreiras