No Museu de Arte Contemporânea de Niterói (MAC), uma nova exposição promete submergir os visitantes nas histórias fascinantes das mulheres que moldam suas vidas pelas marés da Baía de Guanabara. Intitulada "Mulheres das Águas", esta exposição imersiva, que estará em cartaz no Mezanino, de 9 de março a 16 de junho, é uma criação do coletivo Corpos no Mundo, que há anos atua no Brasil e em Portugal registrando e compartilhando histórias que promovem experiências de escuta ativa e empatia.

Ao percorrer a mostra, os visitantes serão guiados por relatos orais emocionantes de pescadoras, marisqueiras, ambulantes e trabalhadoras da indústria naval, enquanto exploram uma paisagem sonora única e interativa. A experiência gamificada da exposição desafia os visitantes a associar os áudios que ouvem com as fotos e objetos dispostos pelo espaço, oferecendo uma jornada sensorial através das histórias dessas mulheres.

Um dos destaques da exposição é a história de Laurinha do Camarão, cujo trabalho de vendedora ambulante à beira-mar em Charitas é uma fonte de sustento e reconhecimento midiático. Assim como ela, outras mulheres de diferentes localidades de Niterói terão suas histórias compartilhadas nesta experiência envolvente, onde o público é convidado a explorar o mundo das trabalhadoras do mar.

Além de proporcionar uma experiência cultural única, o projeto "Mulheres das Águas" inclui a criação de um jogo virtual, a produção de um flyer com audioguia imersivo pela cidade de Niterói e oficinas de produção sonora em escolas públicas locais. A abertura da exposição, acontece no dia 9 de março, com uma performance da artista Abrilhante às 16h.

Com direção artística e de produção de Willian Silva, "Mulheres das Águas" é mais do que uma exposição; é uma celebração da força e da resiliência das mulheres que moldam os mares de Niterói, uma ode à riqueza cultural e à diversidade que torna nossa cidade tão única. Ao mergulhar nesta experiência envolvente, os visitantes são convidados a se conectar com as histórias e os sonhos dessas mulheres, cujas vozes ecoam através das águas da Baía de Guanabara e Região Oceânica.


Ficha técnica

Direção Artística e de Produção - Willian Silva
Núcleo de Curadoria - Eduarda de Paula, Selma Boiron e Willian Silva
Projeto Expográfico - Alan Adi
Sonoplastia - Beatriz Filizola e Willian Silva
Coordenação de Comunicação - William Vieira
Designer Comunicação - Biana Costa e William Vieira
Captação de Imagens - Mylena Monteiro, Vitória Pantoja e William Vieira
Captação e Tratamento de Som - Beatriz Filizola
Contabilidade - Ione Mello

Este projeto conta com recursos sonoros do Banco Sonoro Amazônico, com autoria de José Viana.


Serviço

Exposição "Mulheres das Águas"
Data: De 09 de março a 16 de junho de 2024
Horários: De terça a domingo, das 10h às 18h. A entrada no museu deve ser feita até as 17h30.

Local: Mezanino do Museu de Arte Contemporânea de Niterói (MAC)
Mirante da Boa Viagem, s/no – Boa Viagem, Niterói
Visitação: de terça a domingo, das 10h às 18h (entrada até 17h30)

Valor de ingresso: R$16 reais inteira / R$8 reais meia
Gratuidades: Crianças menores de 7 anos; Estudantes da rede pública (fundamental e médio); Moradores e naturais de Niterói; Servidoras/es públicos municipais de Niterói; Pessoas com deficiência; Visitante que chegar ao museu de bicicleta. Às quartas-feiras a visitação é gratuita para todo mundo!

Meia-entrada: Pessoas com mais de 60 anos; Estudantes de escolas particulares e universidades; ID Jovem: Pessoas de baixa renda com idade entre 15 e 29 anos que estejam inscritas no CadÚnico; Professoras/es.
Local da venda de ingresso: diretamente na bilheteria do museu (somente pagamento em dinheiro) ou online pelo site Sympla (pagamento via cartão de crédito, PIX ou boleto - este disponível apenas para compras com pelo menos 7 dias de antecedência).

Lembramos que não é permitido circular dentro do museu com bolsas e mochilas de porte médio ou malas, mas há no local guarda-volumes gratuitos para itens de porte médio, sujeito à lotação.


Tags:






Publicado em 07/03/2024

MAC Niterói aborda jornada pela busca ancestral dos Guarani De 08 de junho a 04 de agosto
'Luzes da Coreia - Festival de Lanternas de Jinju' chega ao MAC Niterói De 9 junho a 25 de agosto
MAC como Obra de Arte ENCERRADA
Ocupações/Descobrimentos Antonio Manuel e Artur Barrio ENCERRADA
Arte Contemporânea Brasileira Coleções João Sattamini e MAC de Niterói ENCERRADA
Detalhes e iluminação que fazem a diferença no trabalho de Magno Mesquita Leia mais ...
No MAC Niterói, "Visões e (sub)versões - Cada olhar uma história" ENCERRADA
Estratégia: Jogos Concretos e Neoconcretos ENCERRADA
Exposição "A Caminho de Niterói", no Paço Imperial ENCERRADA