"Deriva 01" já passou por 12 países e chega ao Brasil, no Museu de Arte Contemporânea de Niterói.

Qual a relação entre a migração humana e as histórias cotidianas no mundo hoje? Qual a sua parte nessa história? Uma experiência de arte e tecnologia propõe essa reflexão para um público de todas as idades.

O Projeto Transeuntis Mundi está de volta ao Museu de Arte Contemporânea de Niterói, agora em exposição solo no Salão Principal e também online. A partir do dia 05 de agosto, a exposição Transeuntis Mundi Deriva 01 apresentará uma reflexão sobre as migrações milenares e a transculturalidade, através de cenas, paisagens, sons e histórias cotidianas de 4 países de 4 continentes - o que os criadores chamam de "histórias mínimas". Dessa forma, o trabalho propõe uma reflexão sobre legado, identidade e ancestralidade.

A exposição acontece no MAC e no metaverso - Deriva 01 contém obras de realidade virtual, realidade aumentada, fotografia, instalação sonora, projeções, poesia, performance, e mais. O salão principal do MAC se tornará um grande cenário de realidade virtual. A instalação é imersiva e interativa, de forma que o participante decide sua viagem, a duração e em qual história se focar. O visitante pode visitar também a instalação de forma online, através do site do museu – e conhecer a Web Derive 01. Duas obras que dialogam e se completam. Recomenda-se o uso de fones de ouvido para uma imersão total em casa também.

Criado em 2018, o Projeto Transeuntis Mundi propõe capturar a memória sonora e visual de povos, expressões culturais e lugares para contar artisticamente a história dos milenares transeuntes que vêm cruzando o mundo. A obra está em constante construção (ano que vem chega a Deriva 02).

A expressão transeuntis mundi vem do latim, a língua franca da expansão da cultura ocidental. Personifica o ser humano que embarcou na aventura de descobrir e explorar o mundo. Mais de 10.000 pessoas já puderam conhecer o projeto, que já esteve em exposição em mais de 12 países.

Os artistas criadores da exposição são a niteroiense Cândida Borges e o colombiano Gabriel Mario Vélez, ambos artistas, acadêmicos e doutores em artes, com extensa carreira internacional.




Sobre o Projeto

Transeuntis Mundi foi lançado na Feira Internacional do Livro e da Cultura, na Colômbia, em 2019, e já passou por festivais, museus e galerias em vários países como Inglaterra, EUA, Portugal e China.
Foi nomeado ao Prêmio Lumen em 2022 (um dos prêmios mais importantes de arte e tecnologia), ano em que também recebeu o prêmio de Inovação do jornal americano Tribuna de Los Angeles. Recentemente, foi nomeado a outro prêmio inglês, o Prêmio "Sound of the Year" (som do ano) para melhor composição de sonoridades cotidianas. Depois de Niterói, a exposição segue para Nova York, em setembro, depois Colômbia e Londres, em outubro.

"Estamos celebrando cinco anos de migração e criação esse ano, e não podia ser melhor festa do que expor no MAC nossa maior coleção de obras", celebra a artista Cândida Borges. Cândida cresceu em Niterói, dedicando-se ao estudo da música.

A abertura no dia 5 de agosto apresentará um concerto-performance, com instalação sonora e obras de compositores de 4 continentes, após uma mesa-redonda com artistas e convidados, que discutirão a relação entre a migração e as artes.

Essa exposição no MAC é realizada pela Criarte Casa de Arte e Cultura e Rapsódia Empreendimentos Culturais, com o apoio da Lei municipal de Cultura na cidade de Niterói. O projeto conta com o apoio à pesquisa e arte da Universidade de Antioquia (Colômbia), do CHN Niterói, do projeto Music Not Impossible, e da empresa Zoom US. Apesar de distantes da pandemia, a exposição segue protocolos de biossegurança.





Sobre Cândida Borges

Musicista, compositora e artista transmídia brasileira, Cândida é co-fundadora do Projeto Transeuntis Mundi. Doutora em Artes pela Universidade de Plymouth (UK), Mestre em Piano pela UFRJ, atua em carreira internacional e, também, como educadora em universidades e centros de pesquisa.




Sobre Gabriel Mario Vélez

Artista visual e transmídia colombiano, Decano e Professor de Artes da Universidade de Antioquia (CO), Pós-Doutor em Artes pela Universidade Nacional de Córdoba (ARG) e Doutor em Artes pela Universidade Complutense de Madrid (ESP). Gabriel é também co-fundador do Projeto Transeuntis Mundi.


Sobre o Complexo Hospitalar de Niterói

A exposição Transeuntis Mundi tem o apoio, através de edital, do CNH, que já apoiou vários projetos de fomento à Cultura de Niterói, como a Orquestra da Grota e o Prêmio Sou de Niterói. Inaugurado em 1991, o Complexo Hospitalar de Niterói (CHN), que faz parte da Dasa, maior rede de saúde integrada do Brasil, é, atualmente, o maior conglomerado de saúde do estado do Rio de Janeiro. O hospital está focado em alta complexidade, com especialidades centrais nas áreas de cardiologia, oncologia, neurologia, cuidado materno-infantil e de transplantes em várias modalidades.




Ficha Técnica

Artistas criadores: Cândida Borges e Gabriel Mario Vélez
Programação e edição: Esteban Henao e David Romero
Consultoria curatorial: Alexandre Milagres
Coordenação geral: Lívia Borges e Luciana Avellar
Produção Executiva: Rapsódia Empreendimentos Culturais - Marina Espogeiro
Realização: Criarte Casa de Arte e Cultura 
Produção técnica: Esteban Henao, David Romero, Álvaro Boa Morte
Iluminação: Álvaro Boa Morte
Projeções e Som: Iramá Gomes - Linha D Montagens
Coordenadora de Comunicação: Daniela Kvassay
Assessoria de Imprensa: Marianna Tavares
Redes Sociais: Daniela Cormack e Lorena Paula
Artes e Design: Lorena Paula e Rafael Porto
Agradecimentos: Hospital CHN Niterói/Rede Dasa, MAC Niterói, Prefeitura de Niterói, apoiadores e patrocinadores.


Serviço

Exposição Imersiva Transeuntis Mundi Deriva 01
Instalação Imersiva sonora e audiovisual, com realidade virtual, aumentada e projeções.
Obras de arte e tecnologia sobre a migração humana milenar - transculturalismo, transhumancia e transmidialidade.


Programação da abertura dia 5, sábado.

14h00: Abertura ao público
15h30: Concerto de abertura que apresentará uma experiência sonora imersiva com obras audiovisuais de compositores de 4 continentes.
16h00: Lançamento do Livro da exposição
16h30: Mesa redonda com os artistas e convidados internacionais sobre o tema “A estética do caminhar – práticas criativas e artísticas nômades”. Intérprete de libras presente.

Horário de visitação: 09h às 18h

Visitação online e gratuita - 2 sessões agendadas
Clicando na imagem abaixo




A exposição vai até dia 3 de setembro de 2023 - presencial MAC Niterói e online
* Horários a confirmar. Capacidade limitada. Ingressos antecipados anunciados nas redes sociais, ou por ordem de chegada.

Sobre o Concerto

Artistas convidados: Rodrigo Henao e Esteban Henao (Colômbia)

Sobre a Mesa Redonda:
A estética do caminhar - práticas criativas e artísticas nômades.
Artistas convidados: Cândida Borges e Gabriel Mario Vélez - Transeuntis Mundi; Geert Veermeire (Belgica) e Fred Adam (França/Espanha) - Supercluster Locative Media; Persis Jade Maravala e Jorge Lopes Ramos - ZU-UK

Endereço: Mirante da Boa Viagem, s/nº - Boa Viagem, Niterói 


Tags:






Publicado em 13/07/2023

MAC apresenta 'Cinco convites a um levante', de Alex Frechette De 02 de março a 12 de maio de 2024
MAC como Obra de Arte ENCERRADA
Ocupações/Descobrimentos Antonio Manuel e Artur Barrio ENCERRADA
Arte Contemporânea Brasileira Coleções João Sattamini e MAC de Niterói ENCERRADA
Detalhes e iluminação que fazem a diferença no trabalho de Magno Mesquita Leia mais ...
No MAC Niterói, "Visões e (sub)versões - Cada olhar uma história" ENCERRADA
Estratégia: Jogos Concretos e Neoconcretos ENCERRADA
Exposição "A Caminho de Niterói", no Paço Imperial ENCERRADA
Exposição '!Mirabolante Miró!' no MAC Niterói ENCERRADA