O Cine Jazz exibe o show na Europa de uma das maiores vozes do jazz. Nascida em 1915, Billie Holliday faleceu aos 44 anos após uma infância difícil, uma carreira brilhante e a luta contra o alcoolismo. A voz levemente rouca e a dicção e pronúncia da cantora são capazes de emocionar qualquer um que a escuta.
Filha de mãe e pai adolescentes, Billie nasceu quando sua mãe tinha apenas 13 anos. Seu pai, de 15, a abandonou logo após o nascimento, deixando-a sozinha com a mãe. Aos doze anos, trabalhava limpando o chão de prostíbulos, e aos quatorze tornou-se prostituta. Foi com 15 anos, em 1930, que sua vida artística começou, quando ofereceu-se para ser dançarina em um bar. Não vendo talento algum para a dança na menina, o pianista do bar pediu que Billie Holliday cantasse. Ali começava sua carreira meteórica. Gravou com diversas bandas, produtores, e tornou-se a voz mais cobiçada pelos compositores de jazz. A partir de 1940, no entanto, Billie passou a sucumbir a álcool e drogas, com breves períodos de sobriedade. Morreu pobre, de cirrose hepática.
Para acompanhar o filme, a cantora Taryn Szpilman foi convidada para se apresentar após a exibição no cineclube. Por fim, haverá bate-papo entre os participantes e a cantora.

SERVIÇO

Cine Jazz
Data: 28 de agosto de 2018, terça-feira
Horário: 19h
Entrada franca
Classificação indicativa: Livre

Solar do Jambeiro
Rua Presidente Domiciano, 195, Ingá, Niterói

Tags:






Publicado em 2018-08-28

Laura Baumblatt faz show no Solar do Jambeiro Sexta-feira, 12 de julho
Solar do Jambeiro: Histórico Leia mais ...