Na sexta-feira, 16 de agosto de 2013, o Teatro Municipal de Niterói apresenta o espetáculo musical "Histórias do Brasil em Canto e Verso".

Criado por Magda Belloti e Robson Leitão, o espetáculo mesclará cantigas, canções e sambas consagrados com textos escritos por conceituados autores brasileiros. Assim, entre uma música e outra interpretada por Magda Belloti, que encarnará a fictícia cantora Lucy Andrade, textos de Pero Vaz de Caminha, José de Alencar, Mário de Andrade, Graciliano Ramos, Antonio Bulhões, Carlos Drummond de Andrade, Jorge Amado e Manuel Bandeira, entre outros, serão apresentados pelo ator Sérgio di Paula, na pele do intelectual, também ficcional, Pedro Costa.

Magda e Sergio serão acompanhados por Ayres Barquette (bateria), Evandro Rodriguese (teclados, arranjos e direção musical) e Diogo Moura (violoncelo). A iluminação fica por conta de Raphael Cesar Grampola e a Direção Geral é de Robson Leitão.

Contar algumas das muitas histórias sobre o nosso país, a partir de uma série de músicas genuinamente brasileiras, é o principal objetivo deste espetáculo. Mas não apenas contar por contar. Também refletir e fazer refletir sobre o que é contado e cantado. Por isso mesmo a opção pelo uso complementar de textos que também falam do Brasil. Alguns, de forma poética ou romanceada. Outros, de forma ensaística. Mas sem perder o foco no lúdico, no prazeroso, ainda que haja o convite aberto à reflexão.

Entre as músicas selecionadas estão "História do Brasil", de Lamartine Babo, "Brasil Pandeiro", de Assis Valente, "Você Já Foi à Bahia?", de Dorival Caymmi, "Vida de Viajante', de Luiz Gonzaga e Hervé Cordovil, "Trenzinho do Caipira", de Heitor Villa-Lobos e Ferreira Gular, "Copacabana", de Braguinha e Alberto Ribeiro, "Romaria", de Renato Teixeira, "Mucuripe", de Belchior, "Canto das Três Raças", de Paulo César Pinheiro e Mauro Duarte, "Sampa", de Caetano Veloso, juntamente com outras que ajudarão a compor um multifacetado (e não poderia ser diferente!) retrato musical desse Brasil de tantas histórias.


Artistas

Magda Belloti - idealização, roteiro e voz - A cantora tem uma trajetória curiosa em sua carreira artística. Antes de se dedicar plenamente ao canto lírico e ser premiada por isso, a soprano soltava sua voz em shows, cantando baladas e rocks. Entretanto, sua vida mudou de rumo quando iniciou seus estudos de Teoria e Percepção Musical e, daí para frente, se dedicou seriamente aos estudos de canto, acabando por se formar pelo Conservatório Brasileiro de Música.

Elogiada pelo crítico Ronaldo Miranda, como uma cantora de timbre atraente e desembaraço cênico, em novembro de 1992, participou de seu primeiro concurso de canto lírico, no VI Concurso Nacional Villa-Lobos, realizado em Vitória (ES), sendo a vencedora da prova, ovacionada de pé por toda a plateia e jurados presentes. Em 1993, apresentou-se no Concerto de Natal, realizado na Sala Cecília Meireles e na Praia de Copacabana, ao lado de um grande elenco de cantores líricos do Rio de Janeiro.

Participou, em 1994, de As bodas de Fígaro de Mozart, na Sala Cecília Meireles. Sua interpretação de Cherubino valeu a aclamação do público como cantora revelação. No mesmo ano, integrou o elenco de Carmem de Bizet, apresentada no antigo Metropolitan (RJ). Em 1996, fez o papel da Sacerdotisa na ópera Aída de Verdi, na Praça da Apoteose, Rio de Janeiro, e realizou seu primeiro recital solo, no Teatro Municipal de Niterói. Em setembro de 2000, foi premiada como a Melhor Intérprete de Lorenzo Fernandez. Atualmente, integra o Coro do Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

Sérgio Di Paula - O ator e dançarino Sérgio Di Paula tem larga experiência em teatro, atuando em espetáculos adultos e infantis, assim como trabalhando também como coreógrafo de espetáculos de dança. Sua formação artística inclui Curso de TV, com Cininha de Paula – 2003 (SATED); Cinema e TV, com Fábio Barreto – 2002 (CAL); Oficina de Teatro Papel Crepon, com Eduard Roessler – 1997; Studio Marcelo Moragas – Dança de Salão - 1994; e Escola de Dança Spinelli - 1985.

Participou, como ator, entre outros, dos espetáculos "Encontro de Machado de Assis e Arthur Azevedo" - adaptação, direção e produção de Leonardo Simões (no Solar do Jambeiro, Teatro da UFF, Academia Brasileira de Letras); A lenda de Tarzan - adaptado e dirigido por Marcelo Caridade (Teatro Leblon). Atuou também em vários musicais infantis (Peter Pan, Pinóquio, Cinderela e outros), todos dirigidos e adaptados por Eduard Roessler (1997 a 2005); Piatã, tantos encantos, tantos encontros - texto e direção de Cida e Raquel Palmerim (2006/2007); Patinho Feio, A cigarra e a formiga, A bela e a fera, Te amo, Amazônia, O Grilo Feliz, todos com direção e texto de Ricardo Silva (Teatro Abel, UFF e Municipal de Niterói, entre 2009 e 2012). Participou, como ator, de ciclos de leituras dramatizadas, realizadas no Teatro Municipal de Niterói, nos anos de 2005, 2006 e 2010. Atuou em diversos curta metragens, como Bucaneiro, direção de Juliana Milheiro (2009); Naquela noite ele sonhou com um mar azul, direção de Aristeu Araújo (2009); e Entre paredes abertas, direção de Fernando Secco (2010).

Coreografou os espetáculos Esquina de prazeres, de Alexo Camarate (2004); Patinho Feio (2008); Te amo, Amazônia (2010); A Bela e a Fera (2011) e O Grilo Feliz (2011). Também atuou como dançarino em diversos eventos, desde 1996 até 2009, incluindo alguns espetáculos na Europa.

Evandro Rodriguese - teclados e direção musical - Natural de Sorocaba (SP), Evandro Rodriguese é bacharel em regência orquestral pela Faculdade Santa Marcelina, tendo sido orientado pelo maestro Emiliano Patarra. Posteriormente, aperfeiçoou-se em regência coral com Altamiro Bernardes e, em regência orquestral, com Roberto Tibiriçá.

Em sua carreira artística, atuou à frente de conjuntos sinfônicos como a Orquestra Sinfônica Municipal de Sorocaba, a Orquestra Filarmônica Jovem de Sorocaba, Orquestra Bachiana Jovem, Orquestra Sinfônica de Barra Mansa, e também com a Big Banda da Santa e Jacarandá Brazillian Jazz. Foi regente assistente da Orquestra Filarmônica Jovem de Sorocaba e regente titular do Coral Livre da FASM. Entre os anos 2008 e 2010, regeu mais de 90 concertos com os Corais Masculino e Juvenil da Cia. Brasileira de Alumínio do Grupo Votorantim. Em julho de 2009, conquistou o primeiro lugar no Concurso Nacional de Corais de Serra Negra, à frente do Coro Masculino CBA. E, no mesmo ano, obteve o segundo lugar no Mapa Cultural Paulista.

Atualmente, estuda regência orquestral, com o maestro Isaac Karabtchevsky, e regência de ópera, com Ricardo Rocha. E atual como regente da Cia. Lírica do Rio de Janeiro e dca Orquestra Aprendiz, projeto cultural da Prefeitura de Niterói.

Robson Leitão - idealização, roteiro, textos e direção geral - Mestre em Literatura Hispano-Americana e doutorando em Literatura Comparada pela UFF, é também comunicólogo, formado pelo Instituto de Artes e Comunicação Social da UFF. Vem atuando em diversas áreas culturais. Em sua carreira artística, escreveu e dirigiu diversos espetáculos teatrais, apresentados no Centro Criativo Além da Imaginação e no Teatro da UFF, ambos em Niterói, no período de 1989 a 1991.

No Centro de Estudo e Iniciação Musical - UFF, integra o quadro de professores, ministrando cursos relacionados à História da Ópera. Desde janeiro de 2007 ocupa o cargo de chefe da Divisão de Música do Centro de Artes UFF, coordenando os grupos Coro Jovem da UFF, Conjunto Música Antiga da UFF, Coro Jovem da UFF e Quarteto de Cordas da UFF.

Raphael Cesar Grampola - Tendo estudado iluminação com João Franco, Jorginho de Carvalho e Eduardo Salinos, três conhecidos nomes da área teatral e de shows, Raphael Grampola vem criando a iluminação de uma série de espetáculos. Entre os últimos, estão os que elaborou para Encontro de Machado de Assis e Arthur Azevedo, de Leonardo Simões, em 2008, Te conto em cena..., também de Leonardo Simões, e Da Broadway, com amor, de Robson Leitão e Magda Belloti, ambos em 2011. Em junho de 2013, assinou a iluminação do espetáculo Que ópera é essa?, no Teatro Municipal de Niterói.


Serviço

Histórias do Brasil em canto e verso, música
Data: 16 de agosto de 2013
Horário: 21h
Duração: 100 minutos
Ingresso: 30,00 - Comprar
Classificação: 10 anos

Teatro Municipal de Niterói
Rua XV de Novembro 35, Centro
Tel: (21) 2620-1624

Tags:






Publicado em 02/06/2013

Alice Braga e André Camargo cantam clássicos da MPB no Municipal Quarta-feira, 24 de julho
Beth Zalcman homenageia Helena Blavatsky no Municipal Sexta-feira e sábado, 26 e 27 de julho
Sala Carlos Couto apresenta mostra sobre 'La Belle Époque' De 10 de julho a 30 de agosto
Lenda 'Itapuca' no palco do Teatro Municipal João Caetano Leia mais ...
O Theatro Municipal, que já foi Santa Thereza, completa 140 anos Leia mais ...
Com fotos de Magno Mesquita, Niterói é tema de mostra na Carlos Couto Leia mais ...
Clube Dramático Assis Pacheco estreia no Theatro Municipal Leia mais ...
A Grande Reforma do Theatro Municipal, em 1966 Segunda-feira, 02 de maio de 1966
Theatro Municipal será reinaugurado em janeiro Leia mais ...