Clique para ampliar
Dando continuidade às comemorações do centenário de Vinicius de Moraes, o Teatro Municipal de Niterói inova trazendo cinema para dentro do teatro. Os filmes exibidos terão suas temáticas remetidas ao compositor e, no fim de cada exibição, haverá uma conversa com algum convidado. Na terça-feira, dia 22 de outubro de 2013, será exibido o documentário "Vinicius" (2005), de Miguel Faria Jr., estrelado por Camila Morgado e Ricardo Blat. Ex-exposa de Vinicius, Gilda Mattoso será a convidada para o debate.

A montagem de um pocket-show em homenagem a Vinicius de Moraes por dois atores é o ponto de partida para reconstituição de uma trajetória sem paralelos no cenário cultural do país. O documentário explora a vida, a obra, a família, os amigos, os amores de Vinicius de Moraes, autor de mais de 400 poesias e cerca de 400 letras de música, mostrando a essência criativa do artista e filósofo do cotidiano e as transformações do Rio de Janeiro através de raras imagens de arquivo.

Para celebrar a vida e a obra desse criador multifacetado e, acima de tudo, um iluminado personagem da história cultural do país, Miguel Faria Jr. reuniu um incomparável elenco de parceiros, intérpretes, amigos e raras imagens de arquivo que relembram a genial simplicidade de Vinicius com a espontaneidade, humor e liberdade de quem conversa em uma mesa de bar, exatamente como gostaria o eterno Vinicius, que teve publicado mais de 400 poemas e foi um dos poetas mais traduzidos.

Com participações mais que especiais e emocionantes de Chico Buarque, Toquinho, Tônia Carrero, Maria Bethânia, Caetano Veloso, dentre outros, o longa conta em prosa ou em verso um pouco da vida e da obra do grande poeta Vinícius de Moraes. Importantes músicos da MPB como: Adriana Calcanhoto, Mariana de Moraes, Olívia Byington, Zeca Pagodinho, Yamandú Costa, Renato Braz, Mônica Salmaso, Sérgio Cassiano, MS Bom, Nego Jeif, Lerov e Mart'Nália, támbém marcam presença nessa linda homenagem, cantando seus maiores sucessos.

Clique para ampliar


Em "Vinicius", preciosas imagens de arquivo contribuem para ilustrar a vida e obra do personagem, como a de João Gilberto ao violão ao lado de Elizete Cardoso na interpretação de "Eu Não Existo Sem Você". Imagens inéditas também revelam importantes transformações ocorridas no Rio de Janeiro desde o nascimento do poeta, em 1913. Naquela época, a cidade tinha um milhão de habitantes, sofria forte influência francesa, Ipanema e Leblon eram apenas praias desertas. Nos anos 50, a capital do país atravessou mudanças que se refletiam na música, cinema, teatro, moda e comportamento. Vinicius de Moraes, o poeta e diplomata que fazia canções e foi um dos inventores da bossa-nova, passou a ser referência de um novo estilo de vida. Nos anos 60, sua "Garota de Ipanema" deixou um bairro carioca para ser uma das músicas mais tocadas no mundo. Até sua morte, em 1980, Vinicius viveu intensamente a vida e as transformações da cidade em que nasceu.


Miguel Faria Jr. - Diretor.

Clique para ampliar
No final dos anos 60, inicia experiências em 16 mm e dirige os primeiros curtas-metragens. Vinculado a uma segunda fase do Cinema Novo, entre 1969 e 1990 dirigiu vários longas como Um Homem Célebre, inspirado em Machado de Assis; o policial República dos Assassinos, baseado em romance de Aguinaldo Silva; e Para Viver um Grande Amor, adaptação do musical Pobre Menina Rica, de Vinicius de Moraes e Carlos Lyra. A partir de roteiro original de José Rubem Fonseca, realizou Stelinha e levou 12 Kikitos no Festival de Gramado de 1990, incluindo o de melhor filme. Durante boa parte dos anos 90 esteve envolvido em política cinematográfica e exerceu cargos importantes em órgãos representativos e foi Secretário para o Desenvolvimento Audiovisual do Ministério da Cultura (1994/1995). Em 2001, retornou à direção com O Xangô de Baker Street, requintada mistura de comédia e suspense baseada no romance de Jô Soares. Ao lado da carreira de diretor, desenvolveu também a função de produtor de vários filmes, entre eles Veja Esta Canção e Tieta de Agreste, de Carlos Diegues, e Mil e Uma, de Suzana de Moraes. É também diretor de filmes publicitários e documentários.


Ficha Técnica

Direção: Miguel Faria Jr
Roteiro: Miguel Faria Jr e Diana Vasconcellos, com colaboração de Eucanaã Ferraz
Texto Final: Eric Nepomuceno
Fotografia: Lauro Escorel (A.B.C.).
Direção Musical: Luiz Claudio Ramos
Direção de Arte: Marcos Flaksman (A.B.C.).
Figurinista: Marília Carneiro
Montagem: Diana Vasconcellos (A. B. C).
Som Direto: Bruno Fernandes
Edição de Som: Miriam Bidderman (A.B.C.).
Produção : Miguel Faria Jr. e Susana Moraes.
Pós-produção: Marcelo Pedrazzi
Produção Executiva: Tereza Gonzalez
Apresentação: Camila Morgado e Ricardo Blat


Clique para ampliar



Serviço

Vinicius, cinema
Data: Terça-feira, 22 de outubro de 2013
Horário: 19h
Duração: 120 minutos
Ingresso: R$ 5,00
Classificação etária: Livre

Teatro Municipal de Niterói
Rua XV de Novembro 35, Centro
Tel: (21) 2620-1624

Tags:






Publicado em 04/10/2013

Alice Braga e André Camargo cantam clássicos da MPB no Municipal Quarta-feira, 24 de julho
Beth Zalcman homenageia Helena Blavatsky no Municipal Sexta-feira e sábado, 26 e 27 de julho
Sala Carlos Couto apresenta mostra sobre 'La Belle Époque' De 10 de julho a 30 de agosto
Lenda 'Itapuca' no palco do Teatro Municipal João Caetano Leia mais ...
O Theatro Municipal, que já foi Santa Thereza, completa 140 anos Leia mais ...
Com fotos de Magno Mesquita, Niterói é tema de mostra na Carlos Couto Leia mais ...
Clube Dramático Assis Pacheco estreia no Theatro Municipal Leia mais ...
A Grande Reforma do Theatro Municipal, em 1966 Segunda-feira, 02 de maio de 1966
Theatro Municipal será reinaugurado em janeiro Leia mais ...